0

População brasileira começará a diminuir a partir de 2043, diz IBGE

29 ago 2013
10h00
atualizado às 10h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A população brasileira vem crescendo cada vez menos, e vai começar a diminuir a partir de 2043, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quinta-feira. A ascensão populacional vai perdurar até 2042, quando o total de habitantes chegará a 229.213.683 de pessoas. A partir daí, entrará em declínio, estacionando em 219.137.241 pessoas em 2060, ano em que se encerram as estimativas do IBGE. Com isso, o total da população, em 2060, vai recuar a níveis semelhantes observados em 2025.

Antes, em 2020, a população vai somar 212.537.006 habitantes, o que vai significar um incremento de 5,6% sobre a população projetada em 2013, de 201.188.958 habitantes. A população em 2060 seguirá sendo majoritariamente feminina. A projeção do IBGE indica que serão 112.583.952 habitantes do sexo feminino. Os homens totalizarão 106.553.289 habitantes.

Na Região Sudeste, a população chegará a 92.789.422 habitantes em 2030, último ano em que o IBGE fez estimativas por área do País. São Paulo somará 48.583.833 habitantes em 2030. Minas Gerais totalizará 22.222.260 habitantes no mesmo ano, enquanto no Rio de Janeiro a população chegará a 17.461.272 habitantes.

Mulheres têm cada vez menos filhos e se tornam mães mais velhas
Cada mulher tem, em média, 1,77 filho em 2013, o que mostra uma redução do nível de crescimento da população em relação a anos anteriores. A taxa de fecundidade seguirá em queda, atingindo 1,61 filho em 2020, e 1,5 filho em 2030, segundo estimativa do IBGE.

No Acre, a taxa de fecundidade supera significativamente a média nacional, e chega a 2,6 filhos por mulher, em 2013. Logo depois, aparecem Amazonas e Amapá, com 2,4 filhos, em média, por mulher.

Além da queda na taxa de fecundidade, o IBGE projeta ainda que idade média da maternidade vai continuar subindo. As mulheres têm o primeiro filho, em média, com 26,9 anos. Em 2020, essa média subirá para 28 anos, e alcançará 29,3 anos em 2030.

Espectativa de vida em alta
O IBGE mediu que a espectativa de vida dos brasileiros vai subir nos próximos anos. Em 2013, a expectativa de vida de um homem ao nascer é de 71,2 anos. Em 2060, chegará a 78 anos, segundo estimativas.

Entre as mulheres, a expectativa é ainda maior. Em 2013, ao nascer, espera-se que uma representante do sexo feminino viva 74,8 anos. Em 2060, essa esperança de vida alcançará 84,4 anos.

Veja também:

Ministro da Saúde alerta para aumento de casos da covid-19 no interior do Brasil
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade