1 evento ao vivo

Senado brasileiro aprova projeto para punir crimes virtuais

31 out 2012
20h42
atualizado às 21h09

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira o chamado Projeto de Crimes Cibernéticos, que tipifica os crimes praticados por meios eletrônicos e pela internet. A matéria trata de temas como a invasão de computadores, o roubo de senhas e de conteúdos de e-mails, a derrubada proposital de sites, entre outros.

Projeto de lei trata de temas como a invasão de computadores e o roubo de senhas
Projeto de lei trata de temas como a invasão de computadores e o roubo de senhas
Foto: Getty Images

Infográfico: Phishing: conheça o golpe e veja dicas para se proteger
Infográfico: Jogo da memória: conheça hackers famosos e seus feitos

As penas variam de três meses a dois anos de prisão, a depender da gravidade do caso. Os culpados podem ter a pena aumentada se tiverem agravantes como obter benefícios financeiros ou invadir dados de autoridades como o presidente da República ou de um dos Poderes.

A venda de programas ou dispositivos que facilitem a invasão de computadores ou locais privados na internet, como e-mails, também configura agravante que pode aumentar a pena final. A ideia é garantir o máximo de tipificação para práticas danosas por meios eletrônicos que até hoje não configuravam crimes.

A matéria recebeu alterações em relação ao texto da Câmara na Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado. Por isso, precisará retornar para revisão final na casa original antes de seguir para sanção presidencial.

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

publicidade
publicidade