3 eventos ao vivo

'Se o PMDB preocupasse o governo, não seria aliado', diz Lula

O ex-presidente minimizou o mal estar entre o Palácio do Planalto e o PMDB, principal partido aliado ao governo

22 mai 2013
18h22
atualizado às 18h41
  • separator
  • 0
  • comentários

Principal mentor político de Dilma Rousseff, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva minimizou o mal estar entre o Palácio do Planalto e o PMDB, principal partido aliado ao governo. O episódio mais recente, que contrariou Dilma, foi a votação da medida provisória que rege a política de portos no Brasil.

“Se o PMDB preocupasse o governo, não seria aliado do governo. É o óbvio”, afirmou Lula ao chegar a um evento promovido pelo jornal Valor Econômico sobre a relação entre Brasil e África.

No episódio, a atuação do líder da legenda na Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), foi vista pelo Executivo como um empecilho à aprovação da medida, considerada estratégica. Esse foi o principal motivo pelo qual Dilma faltou ao jantar promovido pelo vice-presidente Michel Temer com governadores, vice-governadores e parlamenteares peemedebistas.

Na avaliação de Lula, Dilma não precisa da ajuda dele na relação entre a Presidência da República e o poder Legislativo. “Acho que a presidenta, depois de dois anos e meio, já sabe tranquilamente como cuidar da política”, disse o ex-presidente.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade