1 evento ao vivo

PSB sai fortalecido com 5 capitais, mas PT recupera São Paulo

28 out 2012
22h58

O PT recuperou neste domingo o comando da maior cidade do país após oito anos, em eleições que levaram o PSB a conquistar o maior número de capitais e afastaram o PSDB da direção de grandes centros.

O recém-eleito prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, do PT, abraça sua esposa, Ana Estela, em São Paulo. 28/10/2012
O recém-eleito prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, do PT, abraça sua esposa, Ana Estela, em São Paulo. 28/10/2012
Foto: Nacho Doce / Reuters

O PSB conquistou cinco capitais - uma a mais que o PT e o PSDB - e viu o fortalecimento do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, cujo nome ganhou projeção nacional, alimentando expectativas sobre uma possível candidatura presidencial em 2014.

Os socialistas garantiram o comando de Recife e Belo Horizonte no primeiro turno, e de Cuiabá, Porto Velho e Fortaleza no domingo.

Na capital cearense, o partido derrotou o PT, o que é visto por petistas como perda de espaço da legenda no Nordeste, tradicional reduto da sigla.

PSB e PT foram os dois únicos entre os grandes partidos que registraram ganhos nesta eleição, na comparação com 2008.

O maior ganho do PT foi a recuperação do comando da cidade de São Paulo, numa das disputas mais acirradas dos últimos anos, impondo uma derrota significativa ao arquirrival PSDB, que governa o Estado.

A capital paulista viu Celso Russomanno (PRB) despontar no primeiro turno como favorito nas pesquisas de intenção de voto e definhar na reta final, ficando de fora do segundo turno.

Escolhido pessoalmente pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o petista Fernando Haddad reverteu o placar do primeiro turno, quando saiu atrás do tucano José Serra, e assumiu a liderança das pesquisas desde o início da etapa final.

Com a vitória, o PT volta a governar São Paulo após oito anos, e coloca em dúvida o futuro político de Serra.

O PT também elegeu prefeitos em Goiânia, no primeiro turno, e em João Pessoa e Rio Branco no domingo.

PSDB FORA DOS GRANDES CENTROS

A derrota do PSDB em São Paulo simboliza também o afastamento do partido do comando das grandes capitais brasileiras.

O PSDB elegeu prefeitos em quatro das nove capitais que disputou. Em Maceió, o candidato tucano foi eleito no primeiro turno. Já os candidatos do partido em Belém, Manaus e Teresina conquistaram mandatos no segundo turno.

Já o PMDB manteve-se como maior partido em número de prefeituras, apesar de uma queda acentuada, e garantiu o controle de duas capitais: Boa Vista e Rio de Janeiro.

Na capital fluminense, a fácil reeleição de Eduardo Paes no primeiro turno manteve a legenda no comando da cidade que sediará a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016.

ESTREIA DO PSD

Em sua primeira eleição, o PSD, partido criado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, elegeu o prefeito de Florianópolis no segundo turno.

O partido surgiu como quarta maior força municipal, beneficiando-se, principalmente, da desidratação do Democratas, legenda que mais sofreu com a transferência de políticos. O DEM elegeu os prefeitos de Aracaju e Salvador.

Já o PDT comandará Porto Alegre, Curitiba e Natal e o PP assegurou as prefeituras de Palmas e Campo Grande.

Vitória ficou com o PPS, São Luís foi conquistada pelo PTC e Macapá terá governo do PSOL.

(Por Hugo Bachega)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade