1 evento ao vivo

PPS-SP acusa Dilma de 'escambo eleitoral' após nomeação de Marta

11 set 2012
17h20
atualizado às 18h19

O PPS-SP acusou a presidente Dilma Rousseff de "escambo eleitoral" após a nomeação da senadora Marta Suplicy como ministra da Cultura, no lugar de Ana de Hollanda, demitida pela presidente nesta terça-feira. Segundo o diretório da legenda, "o governo Dilma Roussef levou à última consequência a prática do escambo eleitoral, ao ceder o Ministério da Cultura à senadora Marta Suplicy, que se recusava a entrar na campanha de Fernando Haddad, o pupilo de Lula, e 'coincidentemente' mudou de opinião", afirma a nota no blog do diretório.

Após meses negando participar da campanha de Haddad, Marta gravou vídeos para o candidato e passou a acompanhar o ex-ministro em caminhadas e carreatas. A participação de Marta na campanha em São Paulo teria ficado acertada em reunião com Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 24 de agosto. "A fatura foi paga à vista. Isso que é política de resultados. Lulalá!", afirma nota do PPS-SP.

Deputado: Marta irá ajudar Haddad com "mais força"
O deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ) também comentou a nomeação de Marta. Para ele, a senadora irá ajudar com "mais força" na campanha de Fernando Haddad (PT) após a conquista do novo cargo. "Com a indicação da Marta, a Dilma acha que ela vai ajudar com mais força na campanha do Haddad. Uma coisa ajuda a outra. Eu tenho certeza que a má vontade da Marta vai passar. Agora ela vai participar mais ainda", disse o deputado. "Mas eu não sei havia uma articulação. Acho que sim, é como a banda na política costuma tocar", completou.

Para ele, Ana de Hollanda escreveu seu "epílogo" quando entregou uma carta para a ministra do planejamento, Miriam Belchior, reclamando de falta de recursos na pasta. "Eu acho que a Ana acabou escrevendo um epílogo da sua gestão de uma maneira muito franca. Por outro lado, acho que a Ana foi vitima do pouco cuidado do governo Dilma com a pasta. Não foi reconhecida e respeitada a cultura no governo Dilma", comentou.

Companheiro da oposição elogia Marta
Pelo Twitter, o senador da oposição, Cyro Nigueira (PSDB-GO) elogiou a companheira do Senado e parabenizou-a pelo "novo desafio". "Afinidade com a área de cultura e capacidade para administrar não lhe faltam", escreveu Cyro, minutos depois do anúncio.

Marta Suplicy foi anunciada como nova ministra da Cultura e irá substituir Ana de Hollanda, demitida por Dilma Rousseff
Marta Suplicy foi anunciada como nova ministra da Cultura e irá substituir Ana de Hollanda, demitida por Dilma Rousseff
Foto: José Cruz / Agência Brasil
Fonte: Terra
publicidade