0

PGR envia pedidos de investigação contra governadores ao STJ

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, que já teve seu nome citado em reportagens, negou envolvimento no esquema

12 mar 2015
13h17
atualizado às 13h47
  • separator
  • comentários

A Procuradoria-Geral da República encaminhou, nesta quinta-feira (12), ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) procedimentos judiciais contra governadores que estariam envolvidos na investigação da operação Lava Jato, que apura um esquema de corrupção na Petrobras.

<p>O procurador-geral da Rep&uacute;blica, Rodrigo Janot, j&aacute; pediu investiga&ccedil;&otilde;es contra parlamentares</p>
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já pediu investigações contra parlamentares
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

A PGR informou que os procedimentos foram enviados na manhã desta quinta ao STJ, mas não detalhou que tipo de pedidos eram e nem quais governadores poderão ser investigados, já que a investigação ocorre sob segredo de Justiça.

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), que teve seu nome citado em reportagens, negou em nota na quarta-feira ter qualquer envolvimento com irregularidades no âmbito da operação Lava Jato. Outro nome veiculado na mídia é o governador do Acre, Tião Viana (PT).

Segundo a assessoria do STJ, os pedidos da PGR estão sob análise do ministro Luís Felipe Salomão, e o magistrado deve decidir sobre a retirada do sigilo e o andamento dos procedimentos ainda nesta quinta, de forma monocrática.

Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou abertura de inquérito contra 49 investigados na operação Lava Jato, a maioria deles políticos com foro privilegiado.

Entre os investigados pelo Supremo estão o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

A participação de parlamentares nas irregularidades na Petrobras é investigada pela Justiça com base em depoimentos firmados sob delação premiada do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef, no âmbito da Lava Jato, da Polícia Federal.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • comentários
publicidade