2 eventos ao vivo

Peru e Brasil farão combate conjunto ao narcotráfico na fronteira

24 mai 2013
22h43
atualizado às 23h27
  • separator
  • 0
  • comentários

As autoridades antidrogas de Brasil e Peru decidiram nesta sexta-feira empreender, a partir de junho, uma série de ações em segurança e prevenção para combater o narcotráfico em sua fronteira de mais de 2,8 mil quilômetros de extensão.

A presidente executiva da Comissão Nacional para o Desenvolvimento e Vida sem Drogas (Devida) do Peru, Carmen Masías, se reuniu nesta sexta-feira em Washington (EUA) com o titular da Secretaria Nacional de Política sobre Drogas (Senad) do Brasil, Vitore Maximiano, para afinar a cooperação neste tema, informou a agência estatal "Andina".

As autoridades se comprometeram a impulsionar uma maior presença do Estado nos povoados amazônicos assentados nas margens dos rios fronteiriços e a promover medidas para a prevenção do consumo de entorpecentes entre seus moradores.

O Peru é um dos maiores produtores de folha de coca e cocaína no mundo e o Brasil é utilizado pelas máfias do narcotráfico para levar a droga rumo a Europa e Ásia.

Nas ações antidrogas participarão as polícias, forças aéreas, guarda-costeiras, alfândegas e serviços de saúde e assistência social dos dois países.

Carmen e Maximiliano se reuniram em Washington durante o 53º período de sessões da Comissão Interamericana Contra o Abuso de Drogas (Cicad) da Organização dos Estados Americanos (OEA).

EFE   
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade