0

ONG lança site que mostra dados e gastos do Orçamento federal

20 ago 2013
14h18
atualizado às 14h18
  • separator
  • comentários

O Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc), uma organização não-governamental (ONG) , lançou nesta terça-feira o site Orçamento ao seu Alcance, que mostra dados do Orçamento federal de forma simplificada. A página, criada em parceria com a Open Knowledge Foundation Brasil, apresenta os gastos de órgãos públicos, considerando o total que eles têm para consumir em 2013.

A página mostra informações sobre o Orçamento de órgãos federais e quanto já foi gasto em 2013
A página mostra informações sobre o Orçamento de órgãos federais e quanto já foi gasto em 2013
Foto: Orçamento ao seu Alcance / Reprodução

O site utiliza informações do portal Siga Brasil, que reúne diversas bases de dados para que a sociedade possa ter acesso. A página possui informações básicas sobre o que é o Orçamento, além de um campo em que é possível pesquisar por órgão federal e verificar o quanto ele já gastou neste ano.

A ONG também critica o sistema tributário brasileiro ao explicar a importância do site. "Grande parte das receitas governamentais, ou seja, do dinheiro que o governo arrecada, sai do nosso bolso, direta ou indiretamente. Devido ao nosso sistema tributário ser regressivo e injusto, os pobres pagam, proporcionalmente, mais impostos do que os ricos", diz a página. "A maior parte da população não sabe que paga impostos quando compra alimentos, roupas ou um eletrodoméstico, pois os impostos estão embutidos no preço dos produtos. O sistema tributário brasileiro produz desigualdade e precisa ser modificado."

O Inesc também convoca a população a monitorar os gastos do governo. "O orçamento público pertence ao povo. Temos que ficar de olho e verificar quais são esses recursos, de onde vem e para onde vai. Somente com pressão e participação popular, poderemos garantir que os recursos públicos sejam destinados para a construção de uma sociedade livre, justa e sustentável", escreveu a ONG.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade