0

Ministro do Esporte troca PRB pelo PROS e segue no governo

18 mar 2016
22h22
  • separator
  • comentários

O ministro do Esporte, George Hilton, anunciou hoje (18) sua desfiliação do PRB para continuar à frente da pasta. Ele informou que decidiu apoiar o governo da presidenta Dilma Rousseff por defender a "normalidade democrática e solidez das instituições nacionais". A mudança ocorreu após o partido confirmar a saída da base aliada do governo da presidenta Dilma Rousseff.

Em nota, George Hilton afirmou que ficará ao lado de Dilma  neste momento difícil do país
Em nota, George Hilton afirmou que ficará ao lado de Dilma neste momento difícil do país
Foto: Agência Brasil

Na quarta-feira (16), a legenda deixou a base do governo federal e declarou independência nas votações do Congresso Nacional. No início da noite desta sexta-feira, o ministro George Hilton informou que recebeu e aceitou convite para se filiar ao PROS. Ele e Dilma concordaram com a permanência no cargo, por entenderem também a importância de não haver descontinuidade nas preparações para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Por meio de nota à imprensa, o ministro afirmou que o momento é de se "desfazer conflitos" e "evitar injustiças". "Entendo que tal missão, nesses dias sombrios, implica em apoiar o governo da presidenta Dilma Rousseff, eleito pela maioria do povo brasileiro numa disputa limpa e regular. Atuarei com toda a minha capacidade e com todas as minhas forças para que o Brasil retome o caminho da serenidade, da paz e do desenvolvimento", acrescentou.

Mais cedo, o PRB havia divulgado um comunicado informando oficialmente que George Hilton já havia elaborado carta de demissão e entregue o cargo a Dilma. O presidente nacional do partido, Marcos Pereira, disse que as conversas estavam todas acertadas com o ministro para que ele desembarcasse do governo junto com a legenda, mas que, no fim da tarde, foi "surpreendido" com a notícia por meio da imprensa.

Marcos Pereira informou que checou suas mensagens e verificou que, às 18h36, George Hilton havia enviado a ele um email comunicando-o da decisão, agradecendo ao partido pela indicação e informando que ficaria ao lado de Dilma neste momento "difícil" para o país.

Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade