0

Mendes pede cautela a Lula sobre impressão de voto

18 set 2009
12h59
atualizado às 13h15
  • separator

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, questionou nesta sexta-feira o trecho da reforma eleitoral que estabelece a impressão do voto nas urnas eletrônicas, com o nome das legendas ou dos candidatos escolhidos. Ele pediu cautela ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre esse ponto no momento de sancionar a medida. Porém, no geral, Mendes avalia que o texto é uma evolução e traz avanços.

"Tenho muitas dúvidas em relação ao voto impresso. Tenho impressão de que isso vai causar um retrocesso", afirmou durante o encerramento da Semana Nacional da Conciliação Meta 2, no Rio. "Espero que o presidente Lula medite sobre isso."

Sobre o financiamento de campanha, que também teve regras alteradas, Mendes afirmou que o ponto é polêmico e por isso provoca discussão. "É uma questão vital para os partidos políticos e é natural que a Justiça Eleitoral queira ter o controle do poder econômico."

Veja também:

Bolsonaro nomeia Temer e Justiça autoriza viagem ao Líbano
Agência Brasil Agência Brasil
publicidade