Política

publicidade
12 de setembro de 2013 • 00h16 • atualizado às 00h22

Memorial Tancredo Neves é inaugurado em Brasília

Exposição conduz o visitante aos principais episódios da história política do Brasil, tendo Tancredo Neves como fio condutor
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

Os moradores de Brasília e turistas que passarem pela capital federal têm mais um local para visitar: o Memorial Tancredo Neves, no Panteão da Pátria, localizado na Praça dos Três Poderes. Contando a trajetória do político mineiro, primeiro presidente eleito após a ditadura militar, a exposição conduz o visitante aos principais episódios da história política do Brasil, tendo Tancredo como fio condutor. Desde Getúlio Vargas, passando por João Goulart, o golpe militar e a recondução do País à democracia.

O espaço conta com fontes de informação distintas, dentre vídeos, mídias digitais e documentos originais, retratando passos do caminho que devolveu o Brasil aos brasileiros. Estão expostos manuscritos de discursos de Tancredo, cartas escritas por ele e endereçadas a ele, de personalidades como Juscelino Kubistchek e João Goulart, além de material de campanha das Diretas Já e seu diploma de Presidente da República.

Estiveram presentes na abertura da exposição, que ocorreu nessa quarta-feira, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), neto de Tancredo, e o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. O senador se mostrou satisfeito com a homenagem ao avô. "Estou muito honrado de ver o Panteão ocupado com uma parte importante da trajetória de Tancredo e, principalmente, da recuperação da democracia no Brasil", disse.

Queiroz elogiou Tancredo, a quem chamou de "político habilidoso", por sua capacidade de dialogar com forças políticas díspares e viu a exposição como um resgate da história recente do Brasil. "Quando se passam alguns anos desse período, a tendência natural, muitas vezes, é não retomar, não estudar esses anos que ensinam tanto pra gente, que mostram o quanto é valiosa a democracia. O memorial também é uma homenagem a todos os brasileiros que lutaram por ela", afrimou.

O memorial pode ser visitado de terças a domingos, inclusive feriados, das 9h às 18h.

 

Agência Brasil