1 evento ao vivo

Manifestantes tentam fixar bandeira de movimento gay na Câmara e são presos

24 abr 2013
15h18
atualizado às 15h21
  • separator
  • 0
  • comentários

Quatro manifestantes foram detidos pela Polícia Legislativa e encaminhados à Coordenação de Polícia Judiciária da Câmara dos Deputados. Eles participavam da marcha dos movimentos sociais e tentavam fixar uma bandeira do movimento de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e trangêneros (LGBTTT).

Segundo a polícia da Câmara, os manifestantes entraram na Casa e estenderam a faixa no 15º andar, do setor administrativo. Houve confusão com os funcionários e a polícia foi acionada. Eles agora prestam depoimento.

A marcha reúne representantes de diversos setores sociais e entidades civis de todo o País. Algumas das demandas são o fim do fator previdenciário, a anulação da reforma previdenciária de 2003. Os manifestantes defendem também educação e saúde públicas de qualidade, além do respeito aos povos indígenas e quilombolas. A Polícia Militar do Distrito Federal estima que chegue a 20 mil o número de participantes.

Agência Brasil Agência Brasil
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade