1 evento ao vivo

Mais de 130 países confirmam representantes na posse de Dilma

30 dez 2010
16h03
atualizado às 20h33

A cerimônia de posse da presidente eleita Dilma Rousseff já tem confirmada a presença de representantes de mais de 130 países. De acordo com o Itamaraty, até esta quinta-feira 12 chefes de Estado anunciaram que participarão do evento, além de 12 chefes de governo. Nove vices, 23 ministros de Estado e 76 embaixadores também devem acompanhar a cerimônia, que acontece a partir das 14h de sábado.

A posse da primeira mulher ao cargo de presidente do Brasil vai contar com a presença da secretária de Estado amerciana, Hillarry Clinton. A presidente da Argentina confirmou no início da semana que não participará do ato. Nesta quinta-feira, o chanceler Héctor Timerman informou que Cristina Kirchner não virá ao Brasil por motivos pessoais. "É um ano complicado (para Cristina). É a primeira festa (de fim de ano) que ela passa sem o companheiro", disse Timerman, em alusão ao marido da presidente, o ex-chefe de Estado argentino, Néstor Kirchner, falecido em outubro.

A posse de Dilma Roussef começa com um desfile em carro aberto na Esplanada dos Ministérios, saindo da Catedral de Brasília em direção ao Congresso, onde ela faz seu primeiro discurso como presidente. Em seguida, Dilma subirá a rampa do Palácio do Planalto, onde receberá a faixa das mãos de Luiz Inácio Lula da Silva. No parlatório, ela realizará um discurso para o público que estará na Praça dos Três Poderes. Depois, vai para um coquetel com autoridades estrangeiras no Palácio Itamaraty, com início previsto para as 19h.

Chefes de Estado já estão no País


O presidente da Guatemala, Álvaro Colom, e o primeiro-ministro da Jamaica, Bruce Golding, viajaram nesta quinta-feira para Brasília para acompanhar a posse de Dilma. Durante sua visita, Colom deve reunir-se com o atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, para tratar da obtenção de um crédito de US$ 400 milhões para a construção de uma estrada desde a cidade guatemalteca de Tecún Umán, na fronteira com o México, até Pedro de Alvarado, na fronteira com El Salvador.

Fonte: Redação Terra
publicidade