12 eventos ao vivo

Lula recebe Dilma e diz que ainda 'desencarna' da Presidência

6 dez 2011
18h52
atualizado às 20h14
Hermano Freitas
Direto de São Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma piada nesta terça-feira, no hotel Transamérica, em São Paulo, com uma frase semelhante a que foi usada por ele próprio pouco antes de sair da Presidência. "Estou desencarnando ainda", disse hoje, vestido de preto e com um chapéu que escondia a careca. No local, ele, que luta contra um câncer na laringe, se encontrou com a presidente Dilma Rousseff e outras autoridades em uma atividade classificada como "privada" por Presidência e Instituto Cidadania e cujo conteúdo das conversas não foi divulgado.

Saiba mais sobre os cânceres de Dilma e Lula
Conheça o tratamento e as consequências à saúde de Lula
Lula completa 66 anos: relembre 66 frases memoráveis do ex-presidente

"Eu preciso desencarnar de mim o papel de presidente. Eu preciso tirar isso de mim, pra voltar à normalidade, e voltar a fazer política, pra ajudar o Brasil, sem dar palpites para quem estiver governando. Para voltar a ser o Lula que eu era antes de ser presidente", disse Lula em dezembro do ano passado a respeito de suas perspectivas para 2011.

Também sem comentar o que foi tratado, participaram do encontro no hotel o ministro da Fazenda, Guido Mantega; a ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas; e o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel. Mais tarde, por volta das 19h30, chegaram o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o secretário de Segurança do mesmo Estado, José Beltrame. "Vou dar um abraço nele (Lula)", disse Cabral.

Dilma chegou durante a tarde à capital paulista para participar da cerimônia de entrega do prêmio Os Brasileiros do Ano 2011, promovido pela IstoÉ à noite. Mais tarde, deve regressar a Brasília. Já Lula luta contra um câncer diagnosticado na laringe e realiza tratamento aos cuidados do Hospital Sírio-Libanês.

O câncer de Lula
Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.

O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar.

Encontro aconteceu no hotel Transamérica, em São Paulo
Encontro aconteceu no hotel Transamérica, em São Paulo
Foto: Instituto Cidadania / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade