0

Lula diz que estupro de menina é 'degradação da sociedade'

6 mar 2009
12h45
atualizado às 12h55

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva comentou sexta-feira em Vitória (ES) o caso da menina de 9 anos que teve a gravidez de gêmeos interrompida no Recife (PE), após supostamente ser estuprada pelo padrasto. "Isso é um processo de degradação da sociedade", disse Lula, que afirmou ainda que "os pais têm que dar exemplo dentro de casa" e que a luta contra o problema da segurança pública deve "partir da nossa casa".

A gravidez da menina foi interrompida, segundo os médicos que trataram do caso, porque a criança corria risco de vida caso a gestação prosseguisse. "Uma gravidez gemelar numa mulher já se configura como de 'alto-risco', imagine em uma criança", afirmou o ginecologista e obstetra, Sérgio Cabral.

O aborto foi criticado pelo arcebispo de Olinda e Recife, d. José Cardoso Sobrinho. O religioso afirmou, inclusive, que os que estão envolvidos no procedimento que interrompeu a gravidez da garota estão excomungados da Igreja Católica.

Fonte: Terra
publicidade