0

Luciana Genro comemora condenação de Levy Fidelix: "vitória"

Ex-candidata à presidência disse que a juíza responsável pelo caso foi "certeira" e deixou um recado: "discurso de ódio não passará"

16 mar 2015
16h29
atualizado às 16h30
  • separator
  • comentários

A ex-candidata à presidência Luciana Genro (Psol) usou as redes sociais, nesta segunda-feira, para comemorar a condenação do também ex-candidato Levy Fidelix (PRTB) - que será obrigado a pagar R$ 1 milhão de indenização pelas declarações homofóbicas feitas durante o processo eleitoral de 2014. De acordo com ela, a juíza que analisou o caso foi "certeira" e a condenação representa uma "vitória para toda a população LGBT e para todos que defendem as liberdades individuais e os direitos humanos".

<p>Reprodução do momento do embate entre Levy e Luciana em debate televisivo do ano passado</p>
Reprodução do momento do embate entre Levy e Luciana em debate televisivo do ano passado
Foto: Rede Record / Reprodução

O caso aconteceu em setembro do ano passado em um debate televisivo promovido pela Rede Record. Na ocasião, Levy foi questionado por Luciana a respeito do casamento igualitário e respondeu afirmando que “dois iguais não fazem filho” e que “aparelho excretor não reproduz”. Em seguida ainda comparou a homossexualidade à pedofilia e ressaltou que as populações LGBTs deveriam ser "tratadas" no plano psicológico e “bem longe da gente”.

"Ótima notícia essa condenação do Levy Fidelix. Na sentença, a juíza foi certeira e disse que o pronunciamento de Levy naquele debate comigo foi além do permitido pela liberdade de expressão e incidiu em discurso de ódio", escreveu a ex-candidata em sua página do Facebook.

"Essas declarações absurdas e criminosas do Levy foram proferidas num embate direto comigo e chocaram o país. Nós também reagimos a esse discurso e protocolamos uma ação no Tribunal Superior Eleitoral, baseada nos mesmos argumentos desta ação da Defensoria Pública de São Paulo. O nosso pedido ainda aguarda uma manifestação do Ministério Público Eleitoral (...). Essa condenação é uma vitória para toda a população LGBT e para todos que, como eu, defendem as liberdades individuais e os direitos humanos. É um recado claro aos opressores: discurso de ódio não passará", finalizou.

Foto: Facebook / Luciana Genro / Reprodução

O caso também foi bastante repercutido durante a tarde no Twitter, onde o nome "Levy Fidelix" chegou a ocupar as primeiras posições dos Trending Topics. Confira abaixo alguns tweets:

Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade