0

Lobão Filho oferece R$ 20 mil por denúncia contra adversário

8 mai 2014
15h45
atualizado às 20h36
  • separator
  • comentários

O pré-candidato ao governo do Maranhão – com o apoio da família Sarney – senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA) ofereceu dinheiro por denúncias de corrupção do pré-candidato ao governo, Flávio Dino (PCdoB), que até o início de abril, era presidente da Embratur. O peemedebista é filho do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão,

O senador Edinho Lobão (como é mais conhecido no Maranhão) fez a proposta em entrevista a uma rádio local. “Vou oferecer R$ 20 mil para quem trouxer os processos da Embratur, onde há claramente crime de má gestão, de roubo e furto”, afirmou deixando perplexos os entrevistadores da rádio. Na mesma entrevista, em meio a palavrões, Edinho falou em comparar inclusive sua família à do adversário. 

Deputados de oposição fizeram duras críticas e pediram a retratação do senador Edison Lobão Filho. “Isto mostra o nível baixo da eleição no Maranhão. Acha que vai comprar a eleição. Acha que o Maranhão está em uma prateleira”, afirmou Marcelo Tavares (PSB).

O deputado Bira do Pindaré (PSB) reforçou a crítica, pontuando que se o pré-candidato fez tal declaração em uma entrevista para uma rádio, estaria mostrando que não ter medo da Justiça Eleitoral. “Ele afirmou claramente, que está oferecendo R$ 20 mil para quem tiver denúncia contra o ex-presidente da Embratur, Flávio Dino. Eu não posso admitir que isso seja algo praticado no Estado do Maranhão. Não posso admitir que alguém se comporte desse jeito em relação a um processo eleitoral”, lamentou.

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, diz que o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB) não cometeu nenhuma irregularidade à frente da Embratur. Para o comunista, o Clã Sarney está desesperado pela iminência da perda do poder e está tentando baixar o nível da capanha eleitoral. “Os maranhenses com certeza esperam uma campanha limpa, de alto nível, com debates e não com mentiras e agressões. Estamos e continuaremos debatendo propostas para o Maranhão, um Estado rico porém empobrecido pela má política”, afirmou.

O deputado governista, Alexandre Almeida (PTN) minimizou as declarações do filho do ministro Edison Lobão. Para Almeida, Edinho foi mal interpretado e estaria apenas brincando na fala que acabou indo ao ar. “O pré-candidato Edinho Lobão teve um bate-papo com os jornalistas e acabou gravado. Sempre depois de uma entrevista há um bate-papo sem compromisso. Por um erro técnico foi veiculado. Esta fala não devia ser veiculada. Eu não vi nada demais. A oposição tenta construir um discurso manipulado”, frisou.  
 

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade