2 eventos ao vivo

Barbosa diz que gestão no STF será marcada pela transparência

13 nov 2012
11h44
atualizado às 13h22
  • separator

O futuro presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Joaquim Barbosa, disse nesta terça-feira, no Congresso Nacional, que sua gestão será marcada pela clareza, a simplicidade e a transparência.

O relator da ação penal 470, conhecida por mensalão, que assume a presidência do STF interinamente a partir da próxima segunda-feira, esteve na Câmara e no Senado para convidar os presidentes das duas casas à cerimônia de posse no dia 22, na outra quinta-feira, deputado Marco Maia (PT-RS) e o senador José Sarney (PMDB-AP). Antes da posse, Barbosa assume interinamente a função devido à aposentadoria do atual presidente da Corte, Carlos Ayres Britto, que completa 70 anos.

Perguntado sobre a popularidade que tem conquistado devido à relatoria do processo do mensalão, Barbosa agradeceu o carinho e a compreensão da população. "Agradeço muitíssimo os gestos de carinho e compreensão pelo trabalho que está sendo feito não só por mim, mas pela Corte".

Ele disse ainda que o fato de ser o primeiro negro a ocupar a presidência da mais alta Corte é uma honra para ele e para mais de 80 milhões de brasileiros. Ontem, o ministro foi ao Palácio do Planalto convidar pessoalmente a presidente Dilma Rousseff para a cerimônia de posse. A assessoria de imprensa da Presidência informou que Dilma comparecerá à solenidade.

Com informações da Agência Senado.

Barbosa, futuro presidente do STF, entrega o convite para sua cerimônia de posse ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP)
Barbosa, futuro presidente do STF, entrega o convite para sua cerimônia de posse ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP)
Foto: Wilson Dias / Agência Brasil

Veja também:

Lava Jato prende secretário de Transportes de SP por supostos desvios na Saúde
Agência Brasil Agência Brasil
publicidade