0

Indústria de armas financiou 30 candidatos; 21 foram eleitos

Esses deputados devem se esforçar agora para revogar o Estatuto do Desarmamento

27 nov 2014
13h27
atualizado às 13h29
  • separator
  • comentários

Nas eleições de 2014 no Brasil, 30 candidatos receberam oficialmente doações de fabricantes de armas e munições. Entre eles, 21 (14 deputados federais e 7 deputados estaduais) foram eleitos. As informações fazem parte de um levantamento do Instituto Sou da Paz feito com base em dados registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e publicado nesta quarta-feira pelo Congresso em Foco.

De acordo com os números, ao todo, essas empresas destinaram R$ 1,73 milhão para políticos de 12 partidos em 15 Estados, sendo que metade dos recursos ficou com candidatos do PMDB e do DEM do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Embora seja alto, o valor é menor que o registrado nas eleições de 2010, quando elas forneceram R$ 1 milhão a mais e 13 congressistas a mais.

Para o instituto, os eleitos pelos fabricantes de armas e munições devem se esforçar agora para revogar o Estatuto do Desarmamento. Dos 24 titulares da comissão incumbida de discutir o projeto que libera o porte e o uso de armas de fogo no País, dez receberam doações do setor para suas campanhas eleitorais.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade