1 evento ao vivo

Haddad agradece apoio e discute acordos com Dilma

29 out 2012
14h46

O prefeito eleito de São Paulo, Fernando Haddad, conversou nesta segunda-feira com a presidente Dilma Rousseff sobre os acordos entre o governo federal e o municipal durante uma reunião no Palácio do Planalto, na qual agradeceu o apoio da governante.

Haddad, escolhido a dedo pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato do PT à prefeitura de São Paulo, e apoiado por Dilma, saiu vitorioso no segundo turno das eleições municipais no domingo.

"Foi uma conversa primeiro de agradecimento e alguns assuntos importantes para cidade", afirmou o prefeito eleito após seu encontro de 45 minutos com a presidente, que durante a campanha compareceu em vários eventos de sua campanha.

Haddad, que foi ministro da Educação de Lula e de Dilma, lembrou que algumas de suas promessas de campanha pressupõem associações e investimentos do governo federal.

"(Agimos) sem perder tempo, assim como vamos estabelecer com o governo Kassab (Gilberto Kassab, atual prefeito de São Paulo) uma transição de alto nível que possa trocar informações. Quero promover esse mesmo tipo de interlocução com o governo federal. Pode ser muito proveitoso que já haja um grupo de trabalho discutindo também as parcerias que foram anunciadas", afirmou.

O ex-ministro lembrou que tem experiência de trabalho com Dilma e por isso se apressou em concordar com a criação de um grupo que sirva de interlocutor nas relações entre o governo federal e o municipal.

Haddad, de 49 anos, obteve no domingo 55,57% dos votos, contra 44,43% de José Serra (PSDB).

Sua vitória nas eleições municipais após ter começado com menos de 5% das intenções de voto foi considerada uma demonstração do poder eleitoral de Lula.

A vitória de Haddad também representa um grande triunfo para o PT, que recupera a prefeitura mais importante do país, que desde 2005 estava nas mãos da oposição.

EFE   
publicidade