0

Equipe de planejamento faz último ensaio para posse de Dilma

26 dez 2010
18h53
atualizado às 19h11

A equipe de planejamento de posse da presidente da República eleita, Dilma Rousseff (PT), fez neste domingo em Brasília o último ensaio para a cerimônia de transição, que será realizada no dia 1º de janeiro. Os policiais e militares encarregados pela segurança na festa de posse ensaiaram o percurso de Dilma pela Esplanada dos Ministérios a bordo do Rolls-Royce presidencial, e também o fizeram com um automóvel com capota para o caso de chuva.

A servidora do Senado, Juliana Rebelo, figurou como Dilma Rousseff no ensaio da posse neste domingo
A servidora do Senado, Juliana Rebelo, figurou como Dilma Rousseff no ensaio da posse neste domingo
Foto: Claudia Andrade / Redação Terra

Uma funcionária do Senado foi usada como dublê de Dilma no ensaio, que incluiu a tradicional salva de tiros de canhão, uma revista à tropa, a entrada no Congresso e a subida da rampa do Palácio do Planalto, sede da Presidência.

Os atos da posse serão coordenados pelo Gabinete de Segurança Institucional e contarão com a participação de aproximadamente 10 mil agentes de segurança. Dilma receberá a faixa presidencial no próximo sábado das mãos do atual presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, em uma cerimônia que terá a presença de chefes de Estado e ministros estrangeiros.

Entre os que já confirmaram presença estão a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e 14 chefes de Estado e de governo. São esperados os presidentes Sebastián Piñera (Chile), Juan Manuel Santos (Colômbia), Hugo Chávez (Venezuela), Fernando Lugo (Paraguai), Evo Morales (Bolívia), José Mujica (Uruguai), Alan García (Peru), Mauricio Funes (El Salvador) e Álvaro Colom (Guatemala).

Além disso, comparecerão à cerimônia os primeiros-ministros José Sócrates, de Portugal, e Lee Myung Bak, da Coreia do Sul. A Espanha estará representada pelo príncipe das Astúrias, Felipe de Bourbon.

EFE   
publicidade