2 eventos ao vivo

Em visita à Argentina, Dilma deverá tratar de Mercosul com Cristina

A viagem da presidente estava prevista para o início de março, mas foi suspensa por causa da morte de Hugo Chávez

25 abr 2013
07h15
atualizado às 07h18
  • separator
  • 0
  • comentários

A presidente Dilma Rousseff embarca na manhã desta quinta-feira para Buenos Aires para um encontro que deve reforçar os laços bilaterais com a Argentina e também deverão avaliar a situação do Mercosul e da União de Nações Sul-Americanas (Unasul). No último domingo, o Paraguai elegeu Horacio Cartes como presidente, e o País pode voltar ao bloco econômico – do qual está suspenso – em decisão a ser tomada em nível presidencial pelos demais membros.

A ida da presidente à Argentina estava prevista para o início de março, mas foi suspensa por causa da morte do presidente venezuelano Hugo Chávez. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, a agenda bilateral é composta por projetos de cooperação em ciência, tecnologia, inovação e sustentabilidade. 

Na capital Argentina, Dilma será recebida pela presidente Cristina Kirchner para um almoço de trabalho, seguido de reuniões e um jantar. Ainda a ser confirmada, uma segunda sessão de encontros está prevista para a sexta-feira.

A proposta inicial da visita seria que a presidente brasileira visitasse a terra natal de Cristina, a cidade de El Calafate, na Patagônia. Na ocasião, Dilma tinha em sua agenda um passeio à geleira de Perito Moreno.

A Argentina é o terceiro maior parceiro comercial do Brasil e o principal destino das manufaturas brasileiras. De 2003 a 2012, o comércio bilateral passou de US$ 9,24 bilhões para US$ 34,4 bilhões. 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade