0

Em vídeo, Feliciano diz que Jesus fez homem doar carro para sua filha

12 dez 2013
21h04
atualizado às 21h30
  • separator
  • comentários

O deputado federal Pastor Marco Feliciano (PSC-SP) aparece em um vídeo em que fala durante o 31º Congresso Internacional Missões dos Gideões comemorando a doação de um carro entregue a ele por um homem, que deu o veículo da própria mulher para a filha do parlamentar "sob ordens de Jesus". 

Feliciano contou a história em um discurso durante o congresso, realizado em Balneário Camboriú (SC) de abril a maio deste ano. De acordo com o cartaz do evento, o encontro teve o apoio do governo do Estado de Santa Catarina e também da prefeitura da cidade. 

No vídeo, o parlamentar afirma que passou dificuldades financeiras porque igrejas passaram a desmarcar cultos com sua presença por temer ação de “ativistas”. Feliciano diz que não pode dar uma festa de 15 anos à sua filha mais velha, Karen Feliciano, e que, por isso, a prometeu um carro quando ela fizesse 18 anos. 

Feliciano contou a história em um discurso durante o congresso, realizado em Balneário Camboriú (SC) de abril a maio deste ano
Feliciano contou a história em um discurso durante o congresso, realizado em Balneário Camboriú (SC) de abril a maio deste ano
Foto: Facebook / Reprodução

O deputado conta que não teria condições de cumprir sua promessa este ano, até que, depois de participar de um evento religioso na cidade de Porto Seguro (BA), um fiel decidiu lhe doar um carro. “Pastor Marco, Jesus falou comigo que era para eu voltar para casa a pé. Eu falei: ‘por quê?’ Porque ele mandou eu dar o carro da minha mulher para sua filha”, teria dito o homem ao pastor. “Não é o carro que ela (Karen) quer, mas é um começo”, disse o parlamentar, abraçado a sua filha.

No início do vídeo, Feliciano diz que costuma participar de eventos religiosos cerca de 20 dias por mês e que não vive de seu salário de deputado. “Eu tenho uma estrutura muito grande, eu tenho programa de televisão, tenho missionários que eu sustento, tenho famílias. Houve dias desses últimos dois meses que eu falei: ‘Jesus, acabou tudo’”, afirmou o parlamentar, citando as dificuldades que diz ter passado. 

No evento em Porto Seguro, que motivou a doação do carro à sua filha, Feliciano diz que os cerca de 17 mil pastores presentes jogaram dinheiro a seus pés que o permitiram pagar suas contas. "Foi uma hora de gente jogando dinheiro no meu pé, e eu: ' meu Deus, o que é isso?’", afirmou Feliciano. “Deus tá trabalhando, fica quieto”, teria dito outro pastor a ele. 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade