0

Em Portugal com Dilma, Lula defende mudanças na ONU

29 mar 2011
09h10
atualizado às 10h25
Marcelo Valadares
Direto de Lisboa

A presidente Dilma Rousseff desembarcou na manhã desta terça feira em Lisboa. Ela seguiu para Coimbra enquanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebia na Assembleia da República portuguesa o prêmio Norte-Sul, dado anualmente pelo Centro Norte-Sul do Conselho da Europa para figuras mundiais que contribuem com "o desenvolvimento da democracia e a promoção da solidariedade e interdependência mundiais". Em discurso, ele defendeu mudanças no Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU).

Lula recebeu condecoração ao lado de Louise Arbour, ex-comissária de Direitos Humanos da ONU
Lula recebeu condecoração ao lado de Louise Arbour, ex-comissária de Direitos Humanos da ONU
Foto: Reuters

O ex-presidente ressaltou de forma enfática a necessidade de mudança das instituições globais. Citou a importância da ampliação do conselho da ONU e a forma como as transformações políticas nos países emergentes estão ampliando a democracia. "Os países emergentes estão demonstrando na prática que é possível desenvolver-se economicamente e distribuir renda", afirmou.

O presidente de Portugal, Cavaco Silva, destacou que Lula foi importante por dinamizar a relação entre os países emergentes. De acordo com ele, "Lula foi sempre um combatente contra a injustiça, a miséria e a privação que afetam ainda uma parte substancial da humanidade, deixando-nos um legado inspirador".

Lula recebeu a condecoração ao lado de Louise Arbour, presidente do Internacional Crisis Group, uma ONG que desenvolve trabalho para a prevenção de conflitos. Amanhã, o ex-presidente receberá da Universidade de Coimbra o título de doutor honoris causa. Dilma estará presente na cerimônia. Além de assistir à condecoração, a presidente terá uma agenda de encontros com Cavaco Silva e com o primeiro-ministro José Socrates, além de empresários de diversos setores.

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade