1 evento ao vivo

Em gesto simbólico, Senado restitui mandato de Luiz Carlos Prestes

16 abr 2013
19h42
atualizado às 19h48
  • separator
  • comentários

O Senado aprovou, em votação simbólica realizada nesta terça-feira, o projeto de resolução (PRS 4/2012) que declara nula a resolução da Mesa que extinguiu o mandato do senador Luiz Carlos Prestes e do seu suplente, Abel Chermont. A decisão de cassar o mandato de Prestes, eleito pelo Partido Comunista do Brasil em 1945, foi tomada em 9 de janeiro de 1948. As informações são da Agência Senado.

De acordo com o relator, senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), “o projeto repara a inconstitucionalidade e as máculas jurídica e política de um ato antidemocrático de cassação de parlamentar eleito pelo povo”. A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirmou que o Senado promove um ato de justiça ao aprovar a devolução simbólica do mandato de Prestes.

Em 1945, Prestes foi eleito senador pelo Partido Comunista do Brasil, com 157.397 votos e obtendo a maior votação proporcional da história política brasileira até então. Ao fim do debate, o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) leu carta de Maria Prestes, viúva do líder, que defendeu a devolução dos mandatos de todos os parlamentares comunistas.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade