PUBLICIDADE

Vereador compara Serra a Churchill e nega fim da carreira política

28 out 2012 20h38
| atualizado às 20h57
Publicidade
Renan Truffi
Thiago Tufano
Direto de São Paulo

O vereador eleito Floriano Pesaro (PSDB-SP) negou na noite deste domingo a tese de que a derrota de José Serra (PSDB-SP) para Fernando Haddad, candidato do PT e novo prefeito eleito de São Paulo, signifique o fim da carreira política do tucano e comparou o tucano ao ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill para dizer que ainda restam muitos anos de vida pública ao concorrente derrotado.

Confira quanto ganham os prefeitos e vereadores nas capitais brasileiras
Consulte os candidatos a prefeito em todo o País

"Imagina. Não existe isso (fim da carreira) em política. Ele mesmo tem que ser prudente suficiente para não entrar nessa. Não tem mais essa de idade. O Churchill foi primeiro-ministro com mais de 80 anos. Acho precoce acreditar que o Serra vai sair da vida pública", argumentou.

Pesaro ainda disse que Serra não queria se candidatar à prefeitura de São Paulo e afirmou que o PSDB "deve" ao tucano por isso.

"Ele não queria (se candidatar). Ele tomou a decisão depois de conversas com várias lideranças. O Serra deu uma resposta positiva ao partido e o partido deve isso a ele também", explicou.

Por causa dessa "dívida" com Serra, o vereador também falou que o ex-prefeito "pode ser o que ele quiser" no PSDB. Além disso, Pesaro defendeu que o candidato é "fortíssimo" para disputar uma vaga no Senado em 2014.

"Ele é fortíssimo (para o Senado). (Ele pode ser) qualquer coisa. O Serra pode ser o que ele quiser no partido", argumentou.

O vereador conversou com a imprensa ao chegar à sede do partido, localizado no Edifício Joelma, no centro da capital paulista. Serra ainda é aguardado no local, onde fará um pronunciamento.

Para vereador do PSDB, Floriano Pesaro, derrota na eleição não representa despedida de José Serra (PSDB) da política
Para vereador do PSDB, Floriano Pesaro, derrota na eleição não representa despedida de José Serra (PSDB) da política
Foto: Léo Pinheiro / Terra
Fonte: Terra
Publicidade