0

Soninha admite que ataca Haddad para roubar voto petista

25 set 2012
02h42
atualizado às 02h44

Dassler Marques
Renan Truffi
Ricardo Santos
Thiago Tufano
Direto de São Paulo

A candidata do PPS à prefeitura de São Paulo, Soninha Francine, disse nesta terça-feira que os ataques ao candidato do PT, Fernando Haddad, feitos no debate da TV Gazeta, realizado em parceria com o Portal Terra, tem o objetivo de roubar votos do eleitorado petista.

Conheça os candidatos a vereador e prefeito de todo o País
Acompanhe as pesquisas eleitorais
Veja o cenário eleitoral nas capitais
Confira quanto ganham os prefeitos e vereadores nas capitais brasileiras

"É claro que o eleitor indeciso não quer Russomanno e Serra. Eu quis disputar com os outros essa oportunidade de participar como alternativa viável. Tem isso também. Não adianta eu querer roubar votos do eleitor do Maluf. É mais fácil eu falar com esse eleitor que também fica indignado com essa aliança (entre PP e PT)", afirmou.

Soninha ainda admitiu que um dos motivos de focar perguntas no candidato petista foi em função da nota divulgada por partidos da base aliada, na qual eles criticam a oposição por pedir que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja investigado em função de denúncias publicadas pela revista Veja no último fim de semana.

"Especialmente essa semana a gente foi acusado de organizar um golpe contra a democracia. A gente está sendo extremamente democrático, quer dizer, é direito recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF)", disse.

Ela reiterou, no entanto, que pretende votar em Haddad no segundo turno, caso tenha que escolher entre ele e Celso Russomanno, candidato do PRB. "Realmente, é uma restrição muito forte ao PRB. Não é ao Celso Russomanno. Eu não acredito que seja bom para São Paulo ser governada pelo PRB. Não quero dizer que vou me engajar (na campanha do Haddad), mas é uma posição clara que as pessoas têm pavor de assumir", concluiu.

Soninha encerra debate afirmando que São Paulo tem muitos problemas, mas que também há coisas interessantes. Candidata do PPS ainda usou tempo para criticar Russomanno
Soninha encerra debate afirmando que São Paulo tem muitos problemas, mas que também há coisas interessantes. Candidata do PPS ainda usou tempo para criticar Russomanno
Foto: Léo Pinheiro / Terra
Fonte: Terra
publicidade