1 evento ao vivo

RS: oposição se une em críticas ao atual prefeito de Porto Alegre

3 ago 2012
00h34
atualizado às 01h15
  • separator

Em um debate morno, os dois principais adversários do atual prefeito, Manuela D´Ávila (PCdoB) e Adão Villaverde (PT) concentraram suas críticas à gestão de José Fortunati nas áreas da saúde e da segurança pública no primeiro encontro transmitido pela TV aberta entre os candidatos à prefeitura de Porto Alegre.

Candidatos à prefeitura de Porto Alegre se preparam para iniciar o debate nos estúdios da Band
Candidatos à prefeitura de Porto Alegre se preparam para iniciar o debate nos estúdios da Band
Foto: Nabot Goulart/Agência Freelancer / Divulgação

Manuela se disse inconformada com as filas nos postos de saúde, enquanto o petista classificou como "governo do gerúndio, que só promete que vai fazer" a atual administração pelo imobilismo nas ações para diminuir os números de homicídios da capital.

Veja o cenário eleitoral nas capitais
Veja quanto ganham os prefeitos e vereadores nas capitais brasileiras

"Segurança é uma obrigação do Estado, mas o município deve participar", defendeu-se o pedetista, falando das obras na parte de iluminação pública e na criação do comitê de gestão integrada, como ações de seu governo. Na área de segurança citou a informatização de postos como forma de modernizar a gestão e melhorar a qualidade dos serviços prestados à população.

Os candidatos Wambert (PSDB) e Azambuja (PSL), por sua vez, afinaram seus discursos ao defenderem a diminuição da máquina pública, enquanto Érico Côrrea do PSTU citou a transferência de dinheiro para as grandes empreiteiras como um dos principais entraves ao desenvolvimento de Porto Alegre e do Brasil.

Mensalão quase é esquecido por candidatos
No dia que marcou o início do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), que envolve figuras históricas do PT, o caso quase passou desapercebido entre os candidatos à prefeitura da capital. A única menção ao tema aconteceu quando Roberto Robaina (Psol) pediu para o candidato petista falar sobre o assunto.

"Tu representa a ala do José Dirceu (...) infelizmente o PT não aprendeu nada dessa lição", disse Robaina, que ainda criticou a coligação com Paulo Maluf em São Paulo.

Em resposta, Villaverde exaltou as ações do PT quando comandou a prefeitura de Porto Alegre para combater a corrupção. Ele ainda lembrou o fato de os prefeitos petistas da capital nunca terem sido acusados de estarem envolvidos em casos de corrupção.

Veja também:

Em meio à pressão por impeachment de Bolsonaro, Aras insinua 'estado de defesa'
Fonte: Terra
publicidade