2 eventos ao vivo

RN: ex-prefeito de Natal ganha liminar e pode disputar eleição

14 jun 2012
14h19

O ex-prefeito de Natal e pré-candidato à prefeitura da cidade, Carlos Eduardo (PDT), adiou a convenção que lançaria sua candidatura, do dia 16 de junho para o dia 23 de junho. A decisão foi tomada após o pré-candidato conseguir uma liminar na justiça suspendendo o decreto da Câmara de Natal que rejeitou a prestação de contas de seu último ano como prefeito, em 2008. Desse modo, Eduardo está liberado para entrar na disputa municipal de outubro.

Agora, o ex-predeito terá que resolver o impasse entre dois partidos de sua base, PCdoB e PSB. "O próximo passo é tentar fortalecer nossa coligação, tanto em relação à chapa majoritária, quanto na proporcional", enfatizou o pré-candidato do PDT.

Com a entrada do PSB na coligação, os dirigentes do PCdoB tem receio de perder suas vagas como vereadores. "Nossa aliança proporcional seria PDT e PCdoB e essa formatação permitia que ambos os partidos chegassem a Câmara", afirmou o vereador Gerson Câmara (PCdoB). "Com a chegada do PSB, que desistiu da pré-candidatura da ex-governadora Wilma de Faria (PSB), a gente tomou ciência que o compromisso será rompido", completou.

Para o vereador Júlio Protásio (PSB) o ex-prefeito busca uma solução para o impasse no campo proporcional ao tentar atrelar a candidatura dos vereadores do PCdoB a outros partidos de menor expressão. "O prefeito está preocupado com isso e procura partidos que possam se juntar ao PCdoB e formar outra aliança no campo proporcional", disse o vereador.

A coligação formada por PDT, PSB, PCdoB e o PPL, ainda espera novos integrantes nós próximos dias. "Há boas perspectivas para a chegada de novos aliados, mas, enquanto o quadro não estiver consolidado, não podemos antecipar nada", disse o ex-prefeito.

Protásio, ainda confirma que a presidente estadual do PSB e ex-governadora do Rio Grande do Norte Wilma de Faria, escolherá quem será o vice da chapa em Natal na próxima semana, antes da convenção no dia 23 de junho.

Fonte: Terra
publicidade