1 evento ao vivo

RJ: Salgueiro reage a declarações de Freixo sobre enredo de 2013

23 ago 2012
20h54
atualizado às 21h07
Juliana Prado
Direto do Rio de Janeiro

As declarações do candidato a prefeito do Rio, Marcelo Freixo (PSol), durante entrevista ao RJ TV 2, da TV Globo, na noite de quarta-feira, repercutiram mal na Escola de Samba Salgueiro. No programa, Freixo defendeu que o município assuma a organização do Carnaval carioca e que só conceda verba para a escola que tiver nos seus desfiles uma "contrapartida cultural". E ainda questionou: "qual o sentido de uma escola de samba que vai fazer seu enredo sobre a Ilha de Caras ainda receber subvenção? É dinheiro público, tem que ter respeito".

Candidato do Psol à prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, conta com o apoio do cantor Chico Buarque
Candidato do Psol à prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo, conta com o apoio do cantor Chico Buarque
Foto: Adriana Lorete / Divulgação

Veja o cenário eleitoral nas capitais
Veja os salários dos prefeitos e vereadores das capitais

Apesar de não citar a escola diretamente, o recado foi entendido como dado ao Salgueiro, que este ano vai desfilar o tema "Fama" e falar de celebridades. A resposta da presidente do Salgueiro, Regina Celi Fernandes, veio na tarde desta quinta-feira, em uma longa declaração na sua página do Facebook.

"Meus filhos, adoraria vir a este espaço somente para falar de coisas boas, mas se faz necessário, neste momento, um grito de alerta diante do ocorrido na noite de ontem, durante participação do candidato Marcelo Freixo, no RJ-TV. Não se sabe por que, baseado no que, o rapaz (desculpe, não o conheço, sequer sei sua história política ou qualquer que seja) desferiu suas farpas gratuitas ao nosso enredo. De um universo de 14 agremiações, ele escolheu o Salgueiro para se deliciar. Uma pena". No texto, a presidente da escola falou sobre "pessoas que torcem contra" e "navegam contra a maré".

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) evitou entrar na polêmica e disse, via assessoria de imprensa, que "a liga está à disposição do candidato para qualquer esclarecimento sobre a construção do carnaval". Na entrevista, Freixo defendeu que a festa passe das mãos da Liesa para o controle da prefeitura e que a Secretaria de Cultura passe a ser a responsável por aprovar ou não o auxílio financeiro às escolas, dependendo do teor do enredo.

Crítica no ninho tucano
As reações não vieram só da vermelho e branco. O candidato do PSDB à prefeitura, Otávio Leite, classificou como "lamentável e autoritária" a declaração do concorrente sobre o enredo do Salgueiro. "Ao propor instituir a censura nas decisões sobre os enredos das escolas de samba, que ficariam submetidas a critérios 'culturais' definidos por um conselho ou por ele próprio, o candidato revela a essência do seu programa de governo de intervenção total do Estado na liberdade de pensamento", afirmou em nota.

O tucano ainda defendeu que as escolas de samba têm que ter apoio, "pois são uma conquista histórica dos que apreciam e fazem o carnaval carioca". Já o prefeito e candidato à reeleição Eduardo Paes (PMDB), questionado durante entrevista à imprensa sobre a proposta de Freixo de tirar da liga o controle do Carnaval, se negou a comentar o caso. "Não comento proposta de outro candidato", afirmou.

Fonte: Terra
publicidade