0

Rio: debate entre candidatos tem amenidade e 'espera' por 2º turno

13 set 2012
00h39
atualizado às 08h40
Monica Garcia
Direto do Rio de Janeiro

Os candidatos à prefeitura do Rio de Janeiro, Aspásia Camargo (PV), Marcelo Freixo (Psol), Otávio Leite (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM), participaram na noite de quarta-feira, de um debate promovido pelo Centro Acadêmico de Relações Internacionais Ibmec (Cariib), no centro da cidade, e falaram para uma plateia de estudantes empolgada. O debate aconteceu sem a presença do atual prefeito e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB).

Veja o cenário eleitoral nas capitais
Veja quanto ganham os prefeitos e vereadores nas capitais brasileiras
Conheça os candidatos a vereador e prefeito de todo o País

Logo na entrada houve confusão, devido à capacidade do auditório para 127 pessoas, e o público que queria assistir e participar do debate era muito maior. Até alguns assessores dos candidatos foram impedidos de entrar. Dentro do auditório o clima era de total tranquilidade para aqueles que conseguiram um lugar na plateia.

Um clima descontraído e amistoso entre os candidatos deu o tom do debate. Os únicos momentos de críticas foram direcionados ao candidato à reeleição, Eduardo Paes, em cada pergunta sobre os setores da cidade. O tom ameno do debate pegou de surpresa o candidato Marcelo Freixo, que vinha sendo alvo do fogo adversário, junto com Paes.

"Hoje o perfil do debate mudou, estava esperando algo igual aos outros, mas eu não sei o que aconteceu", disse o candidato socialista. "Esperava um debate com mais polêmica e foi o contrário. Mas eu não mudei a minha estratégia".


Pesquisas e luta pelo 2º turno
Um dos principais pontos em comum entre os candidatos é o de lutar para as eleições do Rio de Janeiro consiga ir ao 2º turno. Na última pesquisa do Datafolha divulgada na noite de ontem, Paes aparece com 54% e os outros candidatos juntos não chegam a 30%. Para Otávio Leite, a atual campanha à prefeitura do Rio é a mais fria dos últimos anos.

"A considerar que essa é a campanha mais fria de todos os tempos, não estou preocupado com essa pesquisa, eu apenas sei que tenho um universo muito fértil para caminhar e tenho certeza que as nossas propostas são muito boas, já que a minha rejeição é muito pequena (15%)", afirmou Leite.

Para o democrata Rodrigo Maia o instituto Datafolha utiliza uma metodologia antiga de pesquisa, embora ajude a orientar os caminhos a seguir na campanha. "Eu respeito todas as pesquisas, o Datafolha é um instituto sério, embora tenha uma metodologia antiga. Mas sempre serve para a gente ver onde estamos acertando e onde estamos errando".

A candidata do PV, Aspásia Camargo, defendeu sua luta para chegar ao 2º turno, e acabar com a "velha política carioca". "Estou lutando para puxar o Rio para frente, por que temos uma crosta de conservadorismo e velharia muito grande aqui", falou Aspásia. "E estamos nós quatro aqui empenhados para termos um 2º turno, se nós não crescermos todos, nós não vamos conseguir chegar ao 2º turno".

Sem Paes, debate teve tranquilidade entre os candidatos à prefeitura do Rio
Sem Paes, debate teve tranquilidade entre os candidatos à prefeitura do Rio
Foto: Monica Garcia / Terra
Fonte: Terra
publicidade