0

Reeleito, Wilson promete reduzir nº de secretarias no Piauí

1 nov 2010
16h30
atualizado às 17h23
Yala Sena
Direto de Teresina

Após dizer que está com "baterias recarregadas", o governador reeleito do Piauí, Wilson Martins (PSB), anunciou nesta segunda-feira (1) que fará reforma administrativa em seu primeiro ato de governo. Wilson, que recebeu 58% dos votos válidos (921 mil votos), disse que pretende reduzir o numero de secretarias e fará fusão de órgãos. O Estado tem mais de 40 órgãos de nomeação direta do governador.

"Vou fazer a reforma administrativa para reduzir o tamanho da máquina e vamos enviar o projeto de lei até dezembro para Assembleia Legislativa", afirmou o governador durante coletiva na residência oficial, no bairro Ladeira do Uruguai.

Wilson Martins garantiu ainda que o novo secretariado será anunciado após o natal e que a escolha da equipe será técnica. "Não haverá ingerência política. O escolhido pode ser até político, mas será um técnico da área e que conhece e tem vocação para o trabalho", disse.

Dilma
Martins informou que irá a Brasília amanhã para se reunir com a presidente eleita Dilma Rousseff (PT) e que buscará parceria com o governo federal para obras na saúde, educação e infraestrutura. Porém, não citou valores de recursos.

Ministro
Questionado se o Piauí irá reivindicar uma vaga de ministro para o ex-governador Wellington Dias, senador eleito pelo PT na equipe de Dilma, o governador respondeu: "ele (Wellington Dias) está preparado para ser ministro".

Saúde
Martins declarou ainda que pretende liderar um movimento para aprovação da emenda constitucional nº 29, que financia recursos para a saúde. Ele disse que já conta com o apoio dos governadores Jaques Vagner (BA), Eduardo Campos (PE), Cid Gomes (CE) e Renato Casagrande (ES).

"Depois vamos investir na gestão pública, no controle das despesas, valorizar o servidor e dar condição para que todos os municípios tenham pelo menos uma unidade básica de saúde com um medico de plantão", finalizou.

Wilson Martins pretende buscar parcerias com o governo federal para obras na saúde, educação e infraestrutura
Wilson Martins pretende buscar parcerias com o governo federal para obras na saúde, educação e infraestrutura
Foto: Yala Sena / Especial para Terra
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade