0

PR: MPF pede à Receita investigação sobre patrimônio de Ducci

27 set 2012
16h30
Roger Pereira
Direto de Curitiba

O Procurador Regional da República no Paraná, Angelo Ilha da Silva, determinou à Receita Federal uma investigação especial sobre a situação patrimonial do prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), candidato à reeleição. A decisão também alcança a esposa do prefeito, Marry Ducci. O Ministério Público Federal (MPF) deferiu na última terça-feira, dia 25, o pedido dos vereadores de oposição da Câmara Municipal de Curitiba, que denunciaram omissão de bens e investimentos nas declarações de bens do prefeito, que teria apresentado evolução patrimonial acima da média.

Conheça os candidatos a vereador e prefeito de todo o País
Acompanhe as pesquisas eleitorais
Veja o cenário eleitoral nas capitais
Confira quanto ganham os prefeitos e vereadores nas capitais brasileiras

O argumento é que as declarações de bens de Ducci, apresentadas à Justiça Eleitoral no ato de registro das candidaturas para as eleições de 2008 e 2012, omitem a existência de bens e direitos, cujos valores seriam superiores ao patrimônio pessoal do prefeito, que teria aumentado cerca de trinta vezes nos últimos quatro anos. Com base em reportagem da Revista Veja, na edição de 20 de junho de 2012, os vereadores Paulo Salamuni (PV), Noêmia Rocha (PMDB), Jonny Stica (PT), Pedro Paulo (PT), Josete Dubiaski (PT) e Algaci Túlio (PMDB) pediram ao MPF a realização de fiscalização nas declarações de bens do prefeito entre 2007 e 2011.

Os vereadores comunicaram ao MPF que fizeram um levantamento junto a cartórios de registros de imóveis, tabelionatos da cidade de Curitiba e de outros municípios e na Junta Comercial, onde teriam verificado "graves incongruências" entre o patrimônio declarado do prefeito. Em 2008, o prefeito teria omitido R$ 772 mil da Receita Federal. Na denúncia feita ao Ministério Público Federal, os vereadores pedem investigação sobre o mecanismo de 'usofruto de bens', cuja propriedade está registrada em nome dos filhos do casal.

De acordo com a denúncia, o casal Ducci adotou como procedimento a transferência de todo o patrimônio adquirido para os dois filhos, Renata e Ricardo Dal Pra Ducci. Em algumas situações, Renata e Ricardo compraram propriedades dos próprios pais, reservando a Luciano e Marry o usufruto vitalício dos imóveis. Algumas das transações ocorreram quando os filhos de Ducci ainda eram crianças.

Após a publicação da reportagem pela Veja, o prefeito divulgou uma nota oficial em que classificou como "injusta, difamatória e infundada" a matéria, garantindo que todos os seus bens têm origem e são registrados. Ducci também foi ao Ministério Público Estadual entregar as declarações de Imposto de Renda dos últimos cinco anos.

Fonte: Terra
publicidade