PUBLICIDADE

Para Haddad, Serra pode perder votos por conta de falso blog

27 out 2012 11h36
| atualizado às 11h58
Publicidade
Dassler Marques
Direto de São Paulo

Antes de carreata pela zona sul de São Paulo na manhã de sábado, Fernando Haddad abordou de maneira mais objetiva a criação de um falso blog com ideias que não constam em seu programa de governo. Amparado em dados da operadora GVT e do provedor Google, o PT atribui a realização da página a uma empresa contratada pela coligação de José Serra. Na opinião do petista, a polêmica pode ter efeito negativo para o adversário.

Consulte os candidatos a prefeito em todo o País
Veja os salários dos prefeitos e vereadores das capitais

"É desfavorável a ele, porque está identificado o responsável", disse Haddad. A criação da página foi feita pela empresa Soluções Originais em Desenvolvimento e Arte Ltda (Soda Virtual), que já recebeu R$ 531 mil do comitê financeiro de Serra. "Fazer blog falso não combina com o PSDB. (...) Não chegou a criar (um efeito) porque a reação do ministério foi muito pronta", analisou. O ex-ministro da educação ainda lamentou a informação de que São Paulo não receberia o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

"Com o sentimento da juventude se preparando, com esperança de fazer faculdade, não se faz esse tipo de coisa. Sinceramente, não vale a pena usar esse expediente para ganhar um voto a mais. Isso do Enem me chateou muito". A menos de 24 horas da abertura das urnas, entretanto, Haddad evitou abordar o adversário em outras questões, como propostas apresentadas na última semana. Em contrapartida, o petista insistiu na ideia de que seu plano de governo pode fazer a diferença no domingo.

"São Paulo pode mais. É muito grande, muito rica, não pode perder a liderança e o protagonismo nacional. Só que a cidade reage muito rapidamente, é muito bom. O plano de governo é a marca da campanha. Ninguém apostou tanto em ideias como nós. Foi uma aposta forte de que São Paulo precisava de ideias para enxergar um futuro. É inédito na história da cidade com tanta antecedência. Foi apresentado com dois meses, com a possibilidade de que qualquer cidadão pudesse entrar no meu site e fazer uma leitura crítica das propostas. É uma cultura boa para as próximas eleições. Dessa vez prevaleceu a força as ideias".

Haddad, que ainda destacou a presidente Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva como "maiores líderes políticos do País", realiza carreata na região do Grajaú, na zona sul, e à tarde vai até Cidade Tiradentes, no extremo leste da capital.

Questionado a respeito do assunto na última sexta-feira, após a realização do debate na TV Globo, Serra recusou-se a responder e afirmou que a campanha de seu adversário espalhou faixas contra o candidato tucano pela capital paulista.

"Eu sugiro você fazer a lista de todas as nossas representações também e aí fazemos um debate a respeito delas. Hoje eles colaram fotos minhas pela cidade adulteradas. Em matéria de baixaria eles são imbatíveis. O que eles costumam fazer, eles atribuem aos outros. Eu proponho que façamos um seminário, sobre tudo o que foi feito e aí analisamos", afirmou.

Haddad ao lado de Gabriel Chalita (PMDB) em carreata no Grajaú
Haddad ao lado de Gabriel Chalita (PMDB) em carreata no Grajaú
Foto: Luiz Claudio Barbosa / Futura Press
Fonte: Terra
Publicidade