PUBLICIDADE

Lula diz que próximo governo terá a cara de Dilma

3 nov 2010 11h24
| atualizado às 18h02
Publicidade
Laryssa Borges
Direto de Brasília

Em entrevista no Palácio do Planalto, ao lado da presidente eleita Dilma Rousseff, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o próximo governo tem que ter "a cara da Dilma" e negou que vá ter qualquer influência a partir de 2011. "Eu já disse isso pra vocês: rei morto, rei posto", disse Lula na manhã desta quarta (3).

"Pela minha experiência de vida e de montagem de governo, o governo da Dilma tem que ser a cara e a semelhança da Dilma. É ela, e somente ela, que pode dizer quem ela quer e quem ela não quer. Somente ela é que pode dizer aos partidos aliados se concorda ou não com as pessoas", afirmou o presidente. Lula ainda disse que só vai aconselhar sua sucessora para ajudar, e não para atrapalhar. "Ex-presidente da República não indica nem veta, e só dá conselho se for pedido".

Apesar de enfatizar que o governo dilmista será uma continuidade dos oito anos de sua gestão, Lula ressaltou que a continuidade não pressupõe necessariamente a manutenção dos mesmos ministros. "Eu não vou participar da equipe de transição. Continuidade é nas políticas, e não nas pessoas", afirmou.

O presidente agradeceu o resultado da votação e "ao povo brasileiro pelo seu comportamento altamente democrático". O presidente ainda disse que ainda não sabe como será a montagem do novo governo. "Eu fui eleito em 2002 e tenho a exata sensação da montagem de um governo. Você levanta de manhã e vê a foto de uma pessoa no jornal que você não tinha nem imaginado", disse.

"Governo da Dilma deve ter a cara dela", diz presidente:
Fonte: Terra
Publicidade