publicidade
13 de agosto de 2012 • 09h39 • atualizado às 09h44

GO: com Paulo Garcia, PT segue na liderança em Goiânia

 

Mirelle Irene
Direto de Goiânia

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Serpes e publicada nesta segunda-feira no Jornal O Popular, um dos diários de Goiânia, avaliou a percepção do eleitor da capital de Goiás neste primeiro mês de campanha eleitoral nas ruas. Em comparação com a pesquisa anterior, divulgada em 17 de julho, é possível perceber que houve queda dos índices da maioria dos oito candidatos a prefeito e também um aumento do número de eleitores indecisos.

Veja o cenário eleitoral nas capitais
Veja os salários de prefeitos e vereadores nas capitais
Entenda como funciona a Justiça Eleitoral

O candidato do PT à reeleição, o prefeito Paulo Garcia (PT), mantém a dianteira em relação aos outros prefeitáveis, com 33,6% das intenções de voto. Na pesquisa anterior, o petista havia alcançado 34,1%. A candidata do PCdoB, Isaura Lemos, continua em segundo lugar com 8% - na pesquisa anterior, ela pontuou 10%. Jovair Arantes (PTB) aparece agora com 7% na pesquisa divulgada hoje, contra 7,7% no levantamento anterior.

Em quarto lugar, o deputado estadual Elias Júnior, do PMN, caiu de 7,2% para 5,8% atuais. José Netho (PPL), caiu de 1,2% para 1% e Rubens Donizzeti (PSTU), passou de 0,5 % para 0,3%. Já o candidato do Psol, Professor Pantaleão, passou de 1,5% para 1,7%, e o do PSC, Simeyzon Silveira, cresceu de 1,3% para 1,7%.

Os eleitores que responderam que não vão votar ou pretendem anular o voto somam 18%, contra 20,8% do levantamento anterior. Os indecisos somam 23%, e na pesquisa anterior eram 15,8%.

Ainda segundo a pesquisa, o candidato Jovair Arantes (PTB) tem o maior índice de rejeição, 21,8%, seguido por Isaura Lemos (PC do B), com 17,6%, Paulo Garcia (PT), com 15,5%, Elias Júnior (PMN), com 15,3%, José Netho (PPL), 13,3%, Professor Pantaleão (Psol), 12,3%,Rubens Donizzeti (PSTU), 11,1% e Simeyzon Silveira (PSC), com 10,8%. Quase metade dos entrevistados pela pesquisa (48,3%) não rejeitaria ninguém e 11,1% não souberam dizer responder.

O levantamento ouviu 601 eleitores entre os dias 7 e 10 de agosto .A margem de erro é de 4 pontos porcentuais para mais ou menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo número GO- 00096/2012, no dia 6 de agosto de 2012.

Terra