0

Em Curitiba, jornal contra Ratinho Jr. vira caso de polícia

18 set 2012
14h56
atualizado às 19h11
Roger Pereira
Direto de Curitiba

Na madrugada desta terça-feira, um folheto com ataques e denúncias contra o candidato do PSC à Prefeitura de Curitiba, Ratinho Júnior, intitulado "Chega de mentiras, o povo quer a verdade", foi distribuído nos bairros mais populosos da capital paranaense. Com a foto do prefeito, e candidato à reeleição, Luciano Ducci (PSB), na capa aparecia a assinatura da coligação de Ducci (Curitiba sempre na frente). O material revoltou a equipe de campanha do prefeito que recolheu cópias do jornal e encaminhou a publicação à Polícia Federal para investigação criminal.

Jornal distribuído realiza ataques à campanha de Ratinho Jr (PSC). Prefeito Ducci nega ligação com o material
Jornal distribuído realiza ataques à campanha de Ratinho Jr (PSC). Prefeito Ducci nega ligação com o material
Foto: Divulgação

Conheça os candidatos a vereador e prefeito de todo o País
Acompanhe as pesquisas eleitorais
Veja o cenário eleitoral nas capitais
Confira quanto ganham os prefeitos e vereadores nas capitais brasileiras

O jornal traz uma série de denúncias contra Ratinho Jr. e seu pai, o apresentador Carlos Massa, o Ratinho; lembra o suposto envolvimento do candidato no caso dos gafanhotos, em que deputados paranaenses foram acusados de desviar os salários de seus funcionários; apresenta o histórico de votações de Ratinho Jr. como deputado federal; e ainda acusa o pai do candidato, antes de se tornar um famoso comunicador, de ter envolvimento com ladrões de caminhão.

A coligação de Ducci nega a autoria do folheto, e diz querer a punição criminal dos responsáveis pela fiscalização. Em nota, a coligação até insinua sua suspeita sobre a autoria do panfleto.

"O golpe grosseiro surge no momento em que Luciano Ducci aparece como líder da disputa pela prefeitura de Curitiba, de acordo com a última pesquisa Ibope RPC. A tentativa fraudulenta de confundir os curitibanos", afirma em nota a coligação de Ducci. "É típica de candidato que a cada pesquisa, vê o repúdio do eleitor revelado em números sempre decrescentes", completa.


Em coletiva, Ratinho Jr. responde aos ataques

"A calúnia é a arma do covarde. Temos que enfrentar esses covardes". Esse foi o tom da coletiva de imprensa do deputado federal Ratinho Júnior (

PSC

),

candidato a prefeito

de

Curitiba

, após a distribuição de jornais com a assinatura da coligação de

Luciano Ducci

(

PSB

), cuja autoria já foi negada pela equipe do atual prefeito. "Até agora estávamos fora desta briga por trás dos panos, mas não podemos mais deixar a população sem saber o que acontece. São 200 placas destruídas por dia, com gente sendo paga para destruí-las, vários panfletos apócrifos. E, agora, esse, assinado por uma coligação que, agora, atribui a autoria à outra (a de

Gustavo Fruet

¿

PDT

)", disse o candidato.

Ratinho Júnior disse não haver nenhuma denúncia no panfleto que possa ser provada, levantou a coincidência de todos os textos do material já terem sido publicados no jornal Impacto Paraná, que tem patrocínio da prefeitura e do governo do Estado, e classificou o panfleto como "atitude desesperada de quem não tem o que falar, não tem argumento, não tem proposta e só nos vê crescer".

O advogado da coligação, Guilherme Gonçalves, informou que já protocolou representação no Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) e denúncia na Polícia Federal. "Recebemos uma ligação ontem, denunciando que este material estava sendo produzido. Fomos ao local (uma gráfica no bairro Boqueirão) e encontramos seis mil exemplares. Não cabe a nós acusar ninguém, mas a política e a Justiça Eleitoral já tem o nome da gráfica, imagens e número das placas dos carros que estavam carregando esses panfletos. Não deve ser muito difícil chegar ao responsável", disse.

Gonçalves pediu a notificação das duas coligações adversárias: de Luciano Ducci e de Gustavo Fruet, para que se expliquem sobre o panfleto e também classificou o material como obra de covarde. "Querem criticar o nosso candidato por sua inexperiência, de maneira digna, podem fazer. Ele responde politicamente, no debate de alto nível e da forma correta. Somos uma coligação que só quer disputar a eleição de forma limpa", disse o advogado, que afirmou que seguirá a orientação de Ratinho Júnior e representar, também, contra o Jornal Impacto, "um jornal safado", segundo o candidato.

Fonte: Terra
publicidade