PUBLICIDADE

Dilma prevê salário mínimo acima de R$ 700 para 2014

3 nov 2010 12h21
| atualizado às 13h46
Publicidade
Tatiana Damasceno
Direto de Brasília

A nova presidente eleita do Brasil, Dilma Rousseff, sinalizou nesta quarta-feira (3) que deve manter o critério para o reajuste do salário-mínimo e afirmou que em 2014 o valor poderá estar acima de R$ 700. "Num cenário de PIB crescendo às taxas que nós esperamos, vamos ter um salário mínimo no horizonte de 2014 acima de R$ 700. Se não tiver nenhuma alteração, já no final de 2011, início de 2012, ele estaria acima de R$ 600", disse.

A petista explicou que o critério para reajuste adotado nos últimos anos, baseado na inflação corrente e no PIB de dois anos anteriores, enfrenta hoje "um problema". "Nós temos um problema agora que é o fato de que o PIB de 2009 é um PIB que se aproxima do zero, porque houve uma crise internacional que afetou as economias". No entanto, Dilma afirmou que o Brasil teve uma recuperação muito forte e que está avaliando se é possível fazer essa compensação.

Sobre o programa bolsa-família, carro-chefe das políticas públicas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a nova presidente afirmou que quer assegurar cobertura a 100% das famílias que se enquadram nos critérios e também que irá reajustar o valor do benefício.

"No caso do bolsa-família, eu tenho um objetivo que é, não é por culpa do governo federal, mas é assegurar cada vez mais que a cobertura da família chegue a 100%. Hoje não é 100%. No meu período de governo eu vou buscar o 100% de cobertura e um nível maior de benefício, proporcional ao que é possível que o país dê para este conjunto de famílias. Eu não sei hoje dizer para vocês qual é esse reajuste, mas que terá reajuste eu asseguro a vocês que terá", afirmou.

Fonte: Terra
Publicidade