0

Dilma prefere outros mecanismos a recriar CPMF para a Saúde

3 nov 2010
13h00
Tatiana Damasceno
Direto de Brasília

Em sua primeira entrevista coletiva após a eleição, a presidente eleita Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira (3) que, pessoalmente, é contra a volta da cobrança da CPMF para financiar os gastos com a saúde, mas que tem recebido a pressão de governadores por mais recursos para essa área.

"Eu tenho muita preocupação com a criação de imposto. Preferia que a gente tivesse outros mecanismos. Agora, eu tenho visto a mobilização de governadores nesta direção, não posso fingir que não vi. E eu considero que duas áreas terão um grande destaque no meu governo. Uma é a saúde e outra é a área da segurança pública", disse.

"Está em questão a regulamentação da emenda 29. Para a União é mais fácil, nos Estados e municípios é que é mais difícil. Então, é necessário que, com os governadores eleitos, se abra um processo de discussão. Eu não pretendo enviar ao Congresso a recomposição da CPMF (...), vai ser objeto de um processo de negociação com os governadores, isso ocorrerá", reiterou a presidente eleita.

Presidente Lula e a presidente eleita, Dilma Rousseff, comemoram nesta madrugada a vitória no Palácio da Alvorada
Presidente Lula e a presidente eleita, Dilma Rousseff, comemoram nesta madrugada a vitória no Palácio da Alvorada
Foto: Ricardo Stuckert / Divulgação
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade