0

Com 3%, Haddad diz que ainda não é hora de Lula integrar campanha

12 mai 2012
15h08
Dassler Marques
Direto de São Paulo

Com 3% das intenções de voto na pesquisa divulgada pelo Ibope nesta semana, o pré-candidato Fernando Haddad, do PT, declarou que a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sua campanha ainda não deve ser aproveitada nos próximos dias. O petista, que participou de evento para a discussão do transporte público paulistano neste sábado, afirmou ainda preocupação com a saúde de Lula.

"Temos tentado respeitar ao máximo o quadro de saúde dele, até porque ainda não é a hora da atividade mais intensa. Estamos elaborando nosso plano de governo e vamos fechar as diretrizes até 2 de junho", afirmou Haddad, Ministro da Educação durante o governo Lula, entusiasta de sua indicação pelo partido à Prefeitura de São Paulo.

Questionado a respeito da participação de Dilma Rousseff em sua campanha, o pré-candidato petista foi breve. "Ainda não sabemos", afirmou. Por outro lado, minimizou o fato de a candidatura de José Serra, do PSDB, já ter as adesões confirmadas do PSD e do PV - além de um acordo já cerrado para a chegada do DEM a partir do próximo dia 17.

"Eles apoiam a gestão Kassab, é natural, são da situação, de continuidade. Estamos conversando nesse sentido (para fazer alianças) e todos querem uma mudança, exceto o Serra e a base do Kassab. Os demais oferecem a mudança e a maioria (dos eleitores) quer uma mudança. Vamos ver quem será o protagonista desse processo", disse.

Fernando Haddad tenta ascender na disputa pela Prefeitura de São Paulo
Fernando Haddad tenta ascender na disputa pela Prefeitura de São Paulo
Foto: Paulo Pinto / Divulgação
Fonte: Terra
publicidade