PUBLICIDADE

AC: 5 candidatos de oposição se unem para 'desmentir' pesquisa

6 out 2012 18h59
| atualizado às 19h17
Publicidade

Fábio Pontes
Direto de Rio Branco

Os cinco candidatos de oposição na disputa pela Prefeitura de Rio Branco se reuniram neste sábado para desqualificar a pesquisa Ibope, encomendada pela Rede Amazônica, afiliada Rede Globo, que coloca o petista Marcus Alexandre (PT) 15 pontos a frente do segundo colocado, Tião Bocalom (PSDB). Segundo a pesquisa divulgada na noite de sexta-feira, considerando somente os votos válidos, o candidato do PT poderia vencer já no primeiro turno com 50%.

Veja o mapa astral dos candidatos a prefeito de SP
Conheça os candidatos a vereador e prefeito de todo o País
Acompanhe as pesquisas eleitorais
Veja o cenário eleitoral nas capitais
Veja os salários dos prefeitos e vereadores das capitais

Para "desmentir" os números apresentados pelo Ibope, os prefeituráveis decidiram unir forças. Carros de som deixaram os jingles de lado para mensagens que induzem o eleitor a não acreditar na vantagem da situação. Bocalom é o próprio locutor da mensagem nos carros do PSDB.

Ele cita como exemplo a eleição de 2010, quando, a dois dias do pleito, o instituto apontava vantagem de 13 pontos de Tião Viana (PT). Ao final da apuração a diferença entre os dois foi de 1%. "Essas pesquisas encomendadas de última hora sempre me colocaram com números bem abaixo dos candidatos do PT, e ao abrirem as urnas o resultado foi sempre ao contrário", diz o tucano.

Leôncio Castro (PMN), que aparece com um ponto nas três pesquisas, considerou o último levantamento uma "afronta à democracia". "Mais uma vez eles lançam uma pesquisa de última hora na tentativa de enganar o eleitor mostrando o candidato do governo com vantagens sobre seus adversários." Castro disse que processará o Ibope e a emissora após as eleições.

"Como membro da oposição sinto-me no dever de denunciar essa turma que teima em não respeitar a vontade do povo do Acre", declarou Fernando Melo, do PMDB. "É uma pesquisa tendenciosa e fraudulenta para induzir o eleitor a votar no candidato do PT. É a técnica que eles vêm usando ao longo de várias eleições, mas acredito que o povo não acredita mais nisso", disse a candidata Antônia Lucia.

O Terra tentou entrar em contato com a coordenação de campanha de Marcus Alexandre, mas as ligações não foram atendidas nem retornadas.

Eleições 2012
As eleições municipais de 2012, que ocorrem no domingo, 7 de outubro, levarão às urnas mais de 138 milhões de brasileiros aptos a escolher prefeitos e vereadores para um mandato de quatro anos. Em todo o País, são cerca de 436 mil sessões eleitorais, que estarão abertas das 8h às 17h. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais de 15 mil candidatos a prefeito, 16 mil a vice-prefeito e 481 mil a vereador disputam o pleito.

A votação acontece em 5.568 municípios - somente o Distrito Federal e a ilha de Fernando de Noronha não terão eleição. Em 229 cidades de 24 Estados, os eleitores terão à disposição um novo sistema que vem sendo adotado gradativamente pela Justiça Eleitoral: o voto biométrico.

Fonte: Especial para Terra
Publicidade