0

Dilma se encontrará com Medvedev em seu primeiro dia na Rússia

13 dez 2012
06h28
atualizado às 08h16
  • separator
  • comentários

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, se encontrará nesta quinta-feira com o primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, na primeira jornada de sua visita oficial de dois dias à Rússia. Nas conversas de Dilma com Medvedev serão abordados questões relativas ao desenvolvimento da cooperação bilateral nos âmbitos econômico-comercial, técnico-científico e cultural, entre outros, informou o governo russo.

Dilma recebe cumprimentos ao chegar no hotel em Moscou
Dilma recebe cumprimentos ao chegar no hotel em Moscou
Foto: Roberto Stuckert Filho / Divulgação

Na sexta-feira, a governante brasileira terá uma reunião no Kremlin com seu colega russo, Vladimir Putin, com um amplo leque de temas sobre a mesa. Segundo a presidência russa, serão analisadas as possibilidades de aprofundar a "associação estratégica" em campos como energia, pesquisa espacial e cooperação técnico-científica.

Também serão discutidos acordos para a ampliação de parcerias em educação, ciência, tecnologia e inovação, além de defesa. A ideia é incluir a participação de universidades russas no Programa Ciência sem Fronteiras e a troca de experiências na organização de megaeventos esportivos, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Nas reuniões com Putin e Medvedev, Dilma deverá ainda conversar sobre a situação no Oriente Médio e a crise econômica internacional. Em 2013, a Rússia assumirá a presidência do G20 (grupo que reúne as 20 maiores economias mundiais). Como integrantes do Brics (Brasil, Rússia, Índia e China), Dilma, Putin e Medvedev deverão examinar a possibilidade de avançar no fortalecimento do multilateralismo, por meio da reforma das instituições de governança política e econômica.

Receberá atenção especial a análise das perspectivas para aumentar e diversificar as trocas comerciais entre os dois países, que em 2011 totalizaram US$ 6,2 bilhões, segundo o Serviço Federal de Alfândega da Rússia. De 2001 a 2011, o intercâmbio comercial cresceu 357%, alcançando US$ 7,16 bilhões. No contexto da visita presidencial, será realizado o 2º Fórum Empresarial Brasil-Rússia, com o objetivo de favorecer parcerias entre empresas dos dois países.

Antes de finalizar sua visita, Dilma participará amanhã do encerramento do fórum de negócios "Rússia-Brasil: fortalecimento da associação estratégica". "O Brasil é um dos sócios primordiais da Rússia na América Latina", ressaltou o Kremlin em nota oficial.

Com informações da Agência Brasil.

EFE   
  • separator
  • comentários
publicidade