1 evento ao vivo

Dilma recebe cumprimentos de chefes de Estado por telefone, Twitter e cartas

27 out 2014
20h50

A presidente Dilma Rousseff (PT) recebeu nesta segunda-feira telefonemas e mensagens por carta e pelo Twitter cumprimentando-a pela sua reeleição no domingo, obtida depois de uma disputa extremamente acirrada.

Dilma comemora vitória nas eleições em Brasília, no domingo.
Dilma comemora vitória nas eleições em Brasília, no domingo.
Foto: Ueslei Marcelino / Reuters

Nesta segunda, Dilma recebeu telefonemas dos presidentes de todos os países sul-americanos, do presidente da Rússia, Vladimir Putin, do presidente da França, François Hollande, e do primeiro-ministro da Suécia, Stefan Löfven.

O presidente russo também enviou uma mensagem pelo Twitter para Dilma dizendo que o resultado das eleições mostra o apoio às políticas de “desenvolvimento socioeconômico”. Putin disse ainda que valoriza a parceria estratégica com o Brasil.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o vice-presidente, Joe Baiden, também enviaram congratulações à Dilma pela rede social.

E a Casa Branca emitiu um comunicado dizendo que o Obama considera o Brasil um “parceiro importante” e que quer fortalecer o relacionamento bilateral com o país. O comunicado também afirma que nos próximos dias Obama vai telefonar para a petista para discutir como ampliar a colaboração entre os dois países.

A relação entre Brasil e Estados Unidos ficou levemente abalada depois que vieram à tona denúncias feitas com base em documentos vazados pelo ex-prestador de serviços da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden e publicados pela mídia brasileira revelando que a agência norte-americana usou programas secretos de vigilância da Internet para monitorar as comunicações no Brasil. Segundo esses documentos, as comunicações pessoais de Dilma e a Petrobras também foram alvo de espionagem dos EUA.

Ao tomar conhecimento das denúncias, Dilma cancelou uma visita de Estado que faria aos Estados Unidos em setembro do ano passado.

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, também usou o Twitter para desejar um bom segundo mandato para Dilma e disse estar ansioso para fortalecer a relação entre os dois países.

O presidente do Conselho da União Europeia, Herman Van Rompuy, enviou mensagem para a presidente cumprimentando-a pela reeleição.

“A reeleição de vossa excelência constitui uma oportunidade única para a consolidação da inequívoca trajetória de construção da democracia e da inclusão social no Brasil, fundamentada no avanço da igualdade de direitos e oportunidades e da estabilidade econômica”, diz um trecho do texto disponibilizado pelo Palácio do Planalto.

O presidente chinês, Xi Jinping, também enviou uma mensagem de felicitações para Dilma nesta segunda e disse que deseja que sob a liderança dela os brasileiros possam continuar tendo “maiores conquistas”.

(Reportagem de Jeferson Ribeiro)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
publicidade