publicidade
27 de janeiro de 2013 • 16h22

Dilma diz que momento é de tristeza e visita vítimas de incêndio no RS

A presidente do Brasil, Dilma Rousseff (direita), consola parentes das vítimas de um incêndio que ocorreu na Boate Kiss na cidade de Santa Maria, 350 quilômetros a oeste de Porto Alegre. 27/01/2013
Foto: Roberto Stuckert Filho / Reuters
 

A presidente Dilma Rousseff visitou neste domingo a cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, retornando mais cedo de um viagem oficial ao Chile, após um incêndio em uma casa noturna na cidade gaúcha que deixou mais de 230 mortos, e afirmou que o momento é de tristeza para todos.

"É uma tragédia para nós todos. Eu não vou continuar na reunião também por razões muito claras", disse em entrevista à imprensa no Chile, antes de partir para o Brasil.

Dilma chegou à Base Aérea de Santa Maria e seguiu direto para um hospital na cidade, onde vítimas do incêndio estavam internadas.

Depois, a presidente seguiu para um ginásio onde estava sendo feito o reconhecimento das vítimas. Ela conversou com parentes e ofereceu solidariedade.

"A presidenta chorou", relatou em entrevista coletiva o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, que acompanhou Dilma na rápida visita.

A presidente saiu de Santa Maria, rumo a Brasília, sem comentar a tragédia.

"Eu não vim aqui para falar", disse ela ao ser abordada por jornalistas.

Ainda no Chile, a presidente se mostrou muito emocionada ao falar sobre as mortes no incêndio.

"Nesse momento de tristeza nós estamos juntos e necessariamente iremos superar, e mantendo a tristeza", disse, chorando.

A presidente estava no Chile para participar da reunião de cúpula entre a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e a União Europeia em Santiago.

(Reportagem de Ana Flor e Cesar Iliano, em Santiago)

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.