9 eventos ao vivo

Dilma diz que intensificará combate à violência contra mulher

22 fev 2011
14h13
atualizado às 14h18
Laryssa Borges
Direto de Brasília

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira, em sua coluna semanal em jornais de todo o País, que irá intensificar políticas de combate à violência contra a mulher. No texto, a petista classificou o enfrentamento do problema de "compromisso sagrado".

A segunda edição do Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, lançado em 2008, por exemplo, havia traçado como meta até 2011 o atendimento de 1 milhão de mulheres por meio do Ligue 180, serviço de atendentes para receber denúncias sobre violência e instruir medidas judiciais cabíveis com base na Lei Maria da Penha. Em outubro do ano passado, no entanto, 1,5 milhão de mulheres já haviam recorrido ao sistema.

"Nós temos o compromisso sagrado de enfrentar a questão da violência contra as mulheres, intensificando e ampliando as medidas adotadas no governo passado", disse a presidente em sua coluna. Ela explicou que "o aumento de atendimentos não significa aumento da violência, e sim da conscientização e da disposição de enfrentamento do problema".

De acordo com a presidente, também foi ultrapassada a meta de construir, reformar e aparelhar serviços especializados de atendimento às mulheres em situação de violência, como defensorias e delegacias. Atualmente existem 466 Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deam's) e 62 Defensorias Especializadas.

Fonte: Terra
publicidade