0

Câmara aprova roteiro de trabalhos para a reforma política

Os temas principais, o financiamento de campanhas e o sistema eleitoral, serão discutidos com a sociedade civil

24 fev 2015
23h28
atualizado às 23h29
  • separator
  • comentários

O roteiro de trabalhos da comissão especial da Câmara dos Deputados, destinada a debater a reforma política, foi aprovado na terça-feira (23) pelos deputados. Prevê que os temas considerados fundamentais – financiamento de campanhas e sistema eleitoral – serão debatidos com entidade da sociedade civil, representantes de instituições públicas e especialistas.

<p>Duração dos mandatos será discutida</p>
Duração dos mandatos será discutida
Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

De acordo com roteiro apresentado pelo relator, deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), os demais temas da reforma devem ser discutidos entre os parlamentares. Entre eles, o fim da reeleição para os cargos de presidente da República, governadores e prefeitos; a coincidência das eleições; a duração dos mandatos; a proibição de coligações; e a cláusula de desempenho.

A comissão também aprovou uma série de requerimentos de audiências para debater a reforma política com entidades como a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Central Única dos Trabalhadores (CUT). Também foram aprovados requerimentos para discutir o tema com ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A comissão aprovou, ainda, que deverão participar dos debates sobre a reforma política os presidentes da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski; da Frente Nacional dos Prefeitos, José Fortunati, (prefeito de Porto Alegre); e da União Nacional dos Vereadores, Gilson Conzatti.

O presidente da comissão, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), informou que organizará cronograma de trabalho de modo que a maior parte da sociedade possa participar. "A sociedade, mais do que nunca, cobra mudanças no modelo eleitoral, e quer se ver efetivamente representada na democracia. A população está certa de que o modelo atual está falido, e nós, políticos, precisamos dar uma resposta", disse Maia.

Os integrantes da comissão também elegeram o deputado Tadeu Alencar (PSB-PE) como 3º vice-presidente do colegiado. Os ocupantes dos demais cargos dirigentes da comissão foram eleitos na reunião de instalação dos trabalhos, antes do Carnaval.

&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/entenda-reforma-politica/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/entenda-reforma-politica/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;amp;amp;gt;

&amp;amp;amp;amp;amp;lt;a data-cke-saved-href=&amp;amp;amp;amp;quot;http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/entenda-reforma-politica/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;quot; href=&amp;amp;amp;amp;quot;http://noticias.terra.com.br/brasil/infograficos/entenda-reforma-politica/iframe2.htm&amp;amp;amp;amp;quot;&amp;amp;amp;amp;amp;gt;veja o infogr&amp;amp;amp;amp;aacute;fico&amp;amp;amp;amp;amp;lt;/a&amp;amp;amp;amp;amp;gt;
Agência Brasil Agência Brasil

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade