0

Após exames, médicos descartam boato sobre retorno de câncer de Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou por exames de rotina neste sábado em São Paulo

10 ago 2013
13h27
atualizado às 14h39
  • separator
  • 0
  • comentários

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva passou por exames de rotina neste sábado, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Em entrevista coletiva, o médico Roberto Kalil Filho declarou que os três exames realizados apresentaram resultados normais, sem nenhum indício de retorno do câncer na laringe, detectado em 2011. Lula será submetido a uma nova avaliação apenas em 2014. 

Segundo Kalil Filho, a coletiva foi pedida pelo ex-presidente para pôr fim a uma série de boatos sobre o retorno do câncer na laringe. “Decidimos por essa coletiva para esclarecer qualquer tipo de dúvida”, disse Kalil Filho. Lula chegou ao hospital por volta das 8h e passou por três exames: Pet Scan do corpo inteiro, laringoscopia e ressonância magnética. “Os três exames se mostraram completamente normais, assim como foi em abril”, disse o médico.

O médico chegou a sugerir um adiantamento na realização dos exames que estavam marcados para hoje. "Ele veio ao hospital visitar amigos e eu sugeri que ele fizesse os exames. Porém, ele preferiu seguir com a programação e fazer os exames na data que estava marcada", falou.

Segundo os médicos, a avaliação de hoje já estava programada desde abril. Ao lado de Kalil Filho, estavam os médicos Artur Katz, Paulo Hoff, Luiz Paulo Kowalski, Rubens de Brito e João Luis Fernandes da Silva. Para Paulo Hoff, a divulgação dos resultados de hoje serviu para "colocar os rumores para escanteio".

Na última vez em que o ex-presidente Lula esteve no hospital, em 2 de abril, exames mostraram que seu estado de saúde também era bom, "sem qualquer evidência de doença", segundo boletim médico divulgado. O ex-presidente teve um câncer na laringe, detectado em 2011, e encerrou em fevereiro do ano seguinte o tratamento contra a doença.

José Genoíno e Sarney
Estão internados no hospital Sírio-Libanês o deputado federal José Genoino e o senador José Sarney. De acordo com médicos do ex-presidente, ele optou por não visitar os aliados políticos.

Lula, que já visitou Sarney e Genoino nos últimos dias, se limitou a fazer os exames médicos. Durante a sua passagem do ex-presidente pelo hospital, ele também não falou com a imprensa.

O câncer de Lula
Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro de 2011. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.

Após três ciclos de quimioterapia e 33 sessões de radioterapia, o tumor teve "uma remissão completa", conforme anunciou o porta-voz do Instituto Lula, José Chrispiniano, e confirmou o Sírio-Libanês em 28 de março de 2012. Para ser considerado curado do câncer, Lula terá de se submeter a exames durante os próximos cinco anos.

O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade