1 evento ao vivo

Ao assinar filiação, Romário comete gafe e chama PSB de PSDB

22 set 2009
16h39
atualizado em 30/9/2009 às 10h17
Mariana Caneda
Direto do Rio de Janeiro

O jogador de futebol Romário assinou, na tarde desta terça-feira, sua filiação no Partido Socialista Brasileiro (PSB). Em cerimônia no Centro de Vocação Tecnológica (CVT) da Penha, o atacante confirmou a possibilidade de vir a ser candidato, mas disse que, por enquanto, sua preocupação é em "ajudar as pessoas". Ao comentar sua entrada para a política, Romário cometeu uma gafe chamando o PSB de PSDB. O tetracampeão logo notou o erro e se corrigiu.

Romário assina sua filiação ao PSB, no Rio de Janeiro
Romário assina sua filiação ao PSB, no Rio de Janeiro
Foto: Alessandro Buzas / Futura Press

"Algumas pessoas que me conhecem há alguns anos sabem que eu tenho um projeto que já atendeu mais de 2 mil crianças. O projeto, infelizmente, parou por motivos políticos e o meu objetivo com esse tipo de projeto é única e exclusivamente ajudar as pessoas", disse o jogador. "Agora estou filiado. E muita coisa vai acontecer daqui para frente."

Romário disse que resolveu se filiar ao PSB após visitar as instalações do CVT da vila da Penha, projeto endossado pela legenda, que possui cursos profissionalizantes para jovens carentes e futuramente uma escolhinha de futebol. Segundo o jogador, o projeto do partido prevê que as crianças só pratiquem o esporte se frequentarem a escola.

Sem descartar uma possível candidatura, Romário não especificou a qual cargo pretende concorrer. "Isso pode vir a acontecer. Sou sincero, falo a verdade e não depois de ser candidato. Meu objetivo maior é trabalhar com todas as minhas forças para ajudar as crianças carentes", disse o atacante, que recentemente anunciou que voltaria a jogar vestindo a camisa do América-RJ. Perguntado sobre quando voltaria a jogar, Romário disse que depende de melhora das condições físicas. "Era para eu ter jogado na semana passada, mas não consegui perder uns quilos a mais. Ainda não tem previsão."

O presidente do PSB no Rio de Janeiro afirmou que a chegada de Romário ao partido é importante para motivar as pessoas a integrarem a legenda. "Ninguém entra no PSB para ser candidato, e sim para ser militante", disse.

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade