Polícia

publicidade
15 de abril de 2014 • 18h03 • atualizado às 18h04

Suspeita indicou local onde estava corpo de menino no RS

Corpo do menino Bernardo Uglione Boldrini, 11 anos, que estava desaparecido desde o dia 4 de abril foi encontrado na noite de segunda-feira em Frederico Westphalen (RS). Pai e madrasta foram presos por suspeita de envolvimento na morte
Foto: Facebook / Reprodução
 

Uma das suspeitas pela morte do menino Bernardo, 11 anos, indicou o local onde o corpo da criança estava. Estão presos desde a noite de segunda-feira suspeitos pelo crime a madrasta, Graciele Boldrini, e uma amiga dela, além do pai, Leandro Boldrini. As informações são do Jornal Hoje.

“Graças à indicação de uma das envolvidas nesse ato ilícito, nós chegamos aqui e ela indicou o local onde estava o menino”, diz Luís Lopes, inspetor de polícia, à TV. Bernardo desapareceu em Três Passos e foi encontrado em outra cidade, em Frederico Westphalen, ambas no Rio Grande do Sul. A reportagem afirma que a amiga da madrasta disse que Bernardo foi morto com uma injeção.

Questionada se acredita que todos os suspeitos participaram do crime, a delegada Caroline Bamberg diz: “Eu não tenho dúvida nenhuma disso. Agora resta nós definirmos com certeza o que cada um fez nesse fato.”

“Agredia com palavras”
Helaine Marisa Wentz, que foi babá do menino, diz que Bernardo era muito carente e não recebia atenção, principalmente da madrasta. “Ela sempre afastava ele dela. E agredia com palavras ele", diz.

Terra Terra