0

SP: polícia prende 7 por ataque a ônibus que matou 2 pessoas

9 dez 2012
19h06
atualizado às 19h45

A Polícia Civil de São Paulo prendeu na tarde deste domingo sete suspeitos de terem provocado incêndio em ônibus na zona norte, durante a madrugada, que resultou na morte de duas pessoas que estavam dentro do coletivo. A informação das prisões foi divulgada pelo delegado Cosmo Stikovics Filho, como resultado de operação da polícia paulista, realizada nas proximidades de onde ocorreu o crime, no bairro de Vila Matilde, na capital paulista.

Homicídios, estupros e roubos crescem em SP em 2012
Veja o mapa dos assassinatos em SP

Segundo o delegado, alguns dos detidos apresentavam queimaduras "recentes" na pele, o que fez os policiais desconfiarem de sua participação nos ataques.

O crime aconteceu durante a madrugada. De acordo com testemunhas, cerca de 20 pessoas atacaram um ônibus que esperava em um terminal para iniciar seu trajeto e o incendiaram sem dar explicações. Os únicos dois passageiros que estavam no ônibus ficaram presos dentro do veículo e morreram queimados.

Onda de violência
Desde o início do ano, 100 policiais foram assassinados no Estado. Desse total, 21 eram aposentados e três estavam em serviço. Além disso, o Estado continua a enfrentar um grande índice de violência. Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, só na capital foram registrados 1.135 casos de homicídios dolosos entre janeiro e outubro, mais do que todo o ano de 2011. O mês de outubro foi o mais violento dos dois últimos anos na cidade, com 176 mortos. Em todo o Estado, foram 4.007 casos registrados desde janeiro.

Duas pessoas morreram carbonizadas durante um ataque a um ônibus nesta madrugada
Duas pessoas morreram carbonizadas durante um ataque a um ônibus nesta madrugada
Foto: Edison Temoteo / Futura Press
EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade